Lava Jato descobre fraudes em operações de câmbio da Petrobras

Força-tarefa cumpriu mandados no RJ, SP e Teresópolis

Publicado em quinta-feira, 10 Setembro, 2020 - 15:53 Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba realiza, nesta quinta-feira (10), uma operação para desarticular um provável esquema de fraudes em operações de câmbio contratadas pela Petrobras com o Banco Paulista. Vinte e cinco mandados de busca e apreensão foram expedidos para cumprimento no Rio de Janeiro, em São Paulo e na cidade de Teresópolis, que fica na região serrana fluminense.

De acordo com as investigações, os envolvidos no esquema faturavam operações de compra de dólares acima dos valores de mercado para inflar o lucro do banco. A quantia sobressalente era, então, dividida entre funcionários do próprio banco e da estatal, que recebiam a propina para direcionar a contratação para o banco e viabilizar o esquema.

Entre os anos de 2008 e 2011, a Petrobras contratou transações com o banco que totalizam mais de 7 bilhões de reais. O prejuízo estimado com o esquema é superior a 18 milhões de reais. De acordo com o procurador Alexandre Jabur, do MPF do Paraná, a força-tarefa identificou indícios das operações ilegais em planilhas e e-mails trocados pelos funcionários da própria Petrobras, que foram confirmados por evidência colhidas com o banco. Além disso, segundo o procurador, chamam a atenção os ganhos financeiros dos envolvidos.

Por isso, a operação desta quinta também pretende comprovar a prática de lavagem de dinheiro através de movimentação de valores no Brasil e no exterior, com o uso dessas empresas offshores, e também na compra de imóveis por valores abaixo do mercado, e a formalização de contratos fictícios de prestação de serviços entre o banco e empresas em nome dos funcionários da estatal. Nenhum mandado de prisão foi expedido até o momento, mas a Justiça determinou o bloqueio de ativos financeiros dos investigados em contas no Brasil e no exterior, até o limite de 97 milhões e 65 mil reais.

Os acusados podem responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e associação ou organização criminosa, com penas que podem chegar a soma total de 33 a 38 anos de reclusão. A operação desta quinta é a de número 74 da Lava Jato de Curitiba e foi denominada Sovrapprezzo, que significa Sobrepreço em Italiano.

 

 

Edição: Lana Cristina

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo