Crimes de estupro voltaram a crescer no estado de São Paulo

Publicado em 28/09/2021 - 21:57 Por Eliane Gonçalves - Repórter da Rádio Nacional - São Paulo

Os crimes de estupro voltaram a crescer no estado de São Paulo. Os registros do crime, que tinham caído no início da pandemia da Covid-19, cresceram 13% no interior do estado em 2021 e 19,5% nos municípios da região metropolitana da capital paulista.

A análise é do Instituto Sou da Paz, feita a partir de dados compilados da Secretaria de Segurança Pública do estado e das Corregedorias das Polícias Civil e Militar do Estado.

Para Cristina Neme, coordenadora de Projetos do Instituto Sou da Paz, o crescimento ainda é impacto da pandemia do coronavírus, que deixou  mais invisível um crime que normalmente já é muito subnotificado e que agora começa a aparecer.

O mais grave é que as pessoas vulneráveis são as maiores vítimas. Dos 4.441 estupros registrados no primeiro semestres desse ano, 77%, praticamente oito a cada dez, foram em pessoas que não conseguiam oferecer resistência à violência, seja por motivos como embriaguez, deficiência física, mas principalmente, por serem crianças.

Nessa população os casos de estupros cresceram 17,5% comparado com o primeiro semestre do ano passado. O homicídio de mulheres, incluindo os feminicídios, também cresceu, mas o aumento foi bem menor: 2,6% em todo o estado.

O que diminuiu também foi a violência policial. Os policiais foram responsáveis por 351 mortes no primeiro semestre de 2021. 34% a menos que as mortes registradas no mesmo período no ano passado. 

O número de policiais assassinados caiu 61%. Nos primeiros seis meses do ano, 11 policiais foram mortos. No ano passando foram 28.

Edição: Roberto Piza / Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Roubo de cabos de energia dificultou trajetos do metrô em São Paulo

Segundo o Metrô, foram roubados 30 metros de cabos do sistema que alimenta a energia dos trens. A confusão começou por volta das 5h e também comprometeu a operação na Linha Azul.

Baixar arquivo
Saúde

INCA alerta para perigos do consumo coletivo de narguilés na pandemia

Para além dos riscos da transmissão de doenças como a covid, caso a mangueira seja compartilhada, uma sessão de narguilé, que costuma durar entre 1hora a 90 minutos, equivale ao consumo de 100 cigarros comuns. 

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Rio de Janeiro pretende cortar investimentos de empresas poluidoras

Às vésperas da Conferência das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas, em Glasgow, na Escócia, a capital fluminense reforçou seu compromisso de aumentar os investimentos em soluções climáticas baseadas na economia verde, e cortar os investimentos municipais a empresas de combustíveis fósseis. 

Baixar arquivo
Educação

RJ: Justiça determina volta à aula presencial em instituições federais

Justiça Federal no Rio de Janeiro determinou o retorno às aulas presenciais em instituições federais, do ensino básico ao superior, suspensas desde o ano passado devido à pandemia de covid-19. A liminar é do desembargador Marcelo Pereira da Silva, do Tribunal da 2ª Região.

Baixar arquivo
Economia

Operação da Anatel apreende R$ 1,2 milhão em produtos no Mercado Livre

No total 9.800 produtos foram lacrados incluindo carregadores de celular, baterias, relógios inteligentes e microfones sem fio. Fabricantes e vendedores de produtos oficiais denunciaram a plataforma ANATEL que constatou anúncios de prováveis produtos irregulares. Houve cooperação das equipes do Mercado Livre na identificação dos produtos.

Baixar arquivo
Geral

RJ: polícia investiga envolvimento de milicianos em mortes em Mesquita

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense investiga o envolvimento de milicianos no ataque a tiros que matou uma criança de um ano e meio e deixou outra de três anos ferida.

Baixar arquivo