Brasil: Apenas 44% dos assassinatos de 2018 foram esclarecidos

Publicado em 13/10/2021 - 21:53 Por Fabiana Sampaio - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Apenas 44% dos assassinatos ocorridos em 2018 no Brasil foram esclarecidos. É o que aponta a pesquisa"Onde Mora a Impunidade", do Instituto Sou da Paz, divulgada nesta quarta-feira, com base em informações de 17 estados brasileiros. 

O Paraná tem a menor taxa de esclarecimento de homicídios: 12%. O Rio de Janeiro, que ficou em último no ranking em 2020, passou de 11% para 14%; seguido da Bahia, que subiu de 4%, na segunda edição da pesquisa, para 22%.

Para o gerente de Advocacy do Instituto Sou da Paz, Felippe Angeli, as baixas taxas de solução desse tipo de crime no país  são resultado da não priorização do problema pelas autoridades. Ele cita como reflexo disso que apenas 10% da população prisional está sendo condenada ou acusada por crime de homícidio.

Felippe Angeli avalia que é preciso haver colaboração federativa na implementação das políticas de segurança para mudar esse quadro.

Para quem perdeu um familiar, a demora em receber respostas aumenta ainda mais a dor. É o caso de  Isimar de Jesus, mãe de Victor Hugo de Jesus, de 17 anos, morto em uma ação policial em 2018, junto com o amigo Vitor Oliveira, de 18 anos, em São João de Meriti, na baixada fluminense. Passados mais de três anos, as mortes dos dois jovens ainda não foram esclarecidas.

No topo do ranking dos estados com maiores percentuais de esclarecimento de homicídios está Mato Grosso do Sul, com 89%, seguido de Santa Catarina, com 83% e o Distrito Federal, com 81%.

A capital federal piorou o  percentual em relação à última edição da pesquisa, quando apresentou taxa de 91%. 

De acordo com o estudo, dez estados brasileiros não foram capazes de informar quantos homicídios esclareceram. 

As informações sobre as ações penais de homicídios dolosos, quando há intenção de matar, foram solicitadas aos Ministérios Públicos e aos Tribunais de Justiça das 27 unidades federativas por meio da Lei de Acesso à Informação. Os dados desta pesquisa são de crimes ocorridos em 2018 e esclarecidos até 2019. 

Edição: Bianca Paiva / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Cultura

Nova programação da Rádio Nacional FM impulsiona audiência em Brasília

O número de ouvintes no último mês do ano passado foi 23% maior que a média dos onze meses anteriores. Os dados são do Kantar IBOPE Media.

Baixar arquivo
Saúde

Semana de Mobilização de Hanseníase: Saúde vai distribuir testes

O Ministério da Saúde anunciou medidas, a principal delas é a incorporação de testes para diagnosticar a hanseníase de forma gratuita, por meio do SUS - Sistema Único de Saúde.

Baixar arquivo
Política

OCDE formaliza convite para início da adesão do Brasil à organização

A decisão foi tomada pelo Conselho de Ministros da organização, que reúne 38 países. As negociações devem levar de 3 a 5 anos para serem concluídas.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Projeto da UFF quer auxiliar na pesca artesanal de mariscos no RJ

Iniciativa vai fazer o monitoramento da produção do molusco em Niterói para aumentar a qualidade higiênico-sanitária dos mexilhões produzidos, além de  auxiliar as famílias produtoras com informações sobre o negócio.

Baixar arquivo
Educação

Pandemia afetou padrão de leitura de 75% de crianças entre 7 e 8 anos

Dados da realidade brasileira foram divulgados pela Unicef. Em todo o mundo, mais de 635 milhões de estudantes estão afetados pelo fechamento total ou parcial das escolas.

Baixar arquivo
Economia

Arrecadação federal soma R$ 1,87 trilhão e bate recorde em 2021

Impulsionou a arrecadação no ano passado o recolhimento extraordinário de R$ 40 bilhões em Imposto de Renda Pessoa Jurídica e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido em 2021. 

Baixar arquivo