RJ: Convertida em preventiva a prisão de acusados pela morte de perito

Publicado em 16/05/2022 - 22:04 Por Tatiana Alves - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A prisão em flagrante dos quatro acusados pela morte do perito da Polícia Civil Renato Couto, na última sexta-feira, foi convertida em preventiva. A medida foi comunicada em audiência de custódia realizada nesta segunda-feira, pelo juiz Rafael Rezende. Na decisão, o magistrado destaca que os presos confessaram o crime. E que há indícios da participação efetiva dos quatro no assassinato.  

Os militares da Marinha Manoel Vitor Soares, Daris Fidelis Motta, Bruno Santos de Lima, e o pai, dono de um ferro-velho Lourival Ferreira de Lima, armaram uma emboscada para Renato, após discussões sobre roubo de peças e materiais de obra.

De acordo com o inquérito, Renato vinha sendo furtado em uma obra na Tijuca, e, por conta própria, começou a investigar. Ao tentar negociar o ressarcimento das peças com Lourival, ele foi cercado e agredido pelo grupo. Renato se identificou como policial civil e pediu para ser levado ao hospital, mas não foi atendido. O agente, então, foi sequestrado com a ajuda de colegas do filho do proprietário, que é militar. Uma viatura da Marinha foi usada para cometer o crime e posteriormente levada até um lava-jato para que vestígios de sangue fossem eliminados.

O corpo do papiloscopista, lotado no Instituto de Identificação Félix Pacheco, foi encontrado nesta segunda-feira no Rio Guandu, em Japeri, na Baixada Fluminense. A Polícia Civil confirmou sua identidade e informou que a causa da morte foi asfixia mecânica por afogamento. O diretor do Departamento-Geral de Polícia da Capital, delegado Antenor Lopes, explicou que depois ele foi imobilizado, alvejado e depois o corpo foi jogado no Rio Guandú.

 O crime foi descoberto após colegas da delegacia notarem a ausência de Renato durante um plantão que ele deveria fazer no sábado. Como o perito não foi trabalhar, policiais da delegacia da Praça da Bandeira rastrearam seu celular e chegaram até os militares da Marinha, que foram presos em flagrante.

Edição: Raquel Mariano / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Política

Semana na Câmara terá discussão da PEC que aumenta Auxílio Brasil

Expectativa é que os deputados analisem a PEC que prevê o aumento do Auxílio Brasil, cria o voucher caminhoneiro,um auxílio a taxistas e amplia valor do auxílio gás.

Baixar arquivo
Saúde

DF tem primeiro caso confirmado da varíola dos macacos

Paciente, que não teve a identidade revelada, é um homem na faixa etária de 30 a 39 anos, com histórico de viagem para a Europa.

Baixar arquivo
Geral

Alagoas: já são 50 cidades em situação de emergência devido às chuvas

De acordo com o último balanço divulgado pela Defesa Civil, há 40 mil pessoas desalojadas e desabrigadas, que estão sendo levadas para escolas, ginásios e prédios públicos. 

Baixar arquivo
Cultura

Cem anos do rádio no Brasil: os programas femininos

Com a popularização do rádio nos anos 30, as emissoras precisavam apresentar uma programação mais elaborada e atraente. Surgiram, então, os programas segmentados e, entre eles, os que eram dedicados ao público mais ativo e fiel do rádio, o feminino.

Baixar arquivo
Geral

Cantareira vai a 40% do nível de água e entra em estado de alerta

Sabesp informou que ainda não há risco de desabastecimento. Sistema é composto por seis mananciais que, juntos, estão operando com 54% da capacidade.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas: 40 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas em Alagoas

As fortes chuvas que caíram em Alagoas a partir da madrugada deste sábado (02) deixaram 40 mil pessoas entre desalojadas e desabrigadas.

Baixar arquivo