Região metropolitana do Rio registra 40 mortos e 75 feridos em roubos

Publicado em 06/07/2022 - 21:31 Por Fabiana Sampaio - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A região metropolitana do Rio de Janeiro registrou 116 roubos ou tentativas de roubo no primeiro semestre do ano. De acordo com relatório divulgado pelo Instituto Fogo Cruzado, as ocorrências terminaram com ao menos 40 mortos e 75 feridos. O Instituto usa tecnologia para produzir e divulgar dados abertos e colaborativos sobre violência armada.

A Tijuca, na zona norte da capital, foi o bairro com o maior número de tiros durante assaltos entre os meses de janeiro e junho, com seis casos no total. Um deles foi o do farmacêutico Carlos Alexandre Resende, morto durante um assalto enquanto esperava a esposa próximo a uma estação do metrô, em março.

Também ganhou repercussão o assalto, no dia 25 de junho, a uma joalheria no shopping de luxo Village Mall, na Barra da Tijuca, zona oeste carioca, que culminou na morte do segurança Jorge Luiz Antunes que, mesmo desarmado, foi baleado no rosto. 

A diretora do Instituto Fogo Cruzado, Cecília Oliveira, afirma que casos como esse não são isolados.

De acordo com o relatório, o último mês do semestre registrou queda de 15% no número de tiroteios ou disparos de arma de fogo na região metropolitana, na comparação com junho do ano passado. Foram 336 contra 395. As ocorrências deixaram 63 mortos e 64 feridos no mês que passou.

Ainda de acordo com o levantamento do Instituto Fogo Cruzado, em média, a cada quatro tiroteios ocorridos em junho deste ano, um foi durante ação ou operação policial.

A capital fluminense lidera a lista dos municípios mais afetados pela violência armada. Na sequência, vem os municípios de Duque de Caxias, São Gonçalo, Niterói e São Joao de Meriti.

Em nota, a Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que se baseia em dados oficiais  divulgados pelo Instituto de Segurança Pública e que os números indicam que o latrocínio (roubo seguido de morte) apresentou queda de 54% nos primeiros cinco meses do ano em relação a 2021. A nota destaca ainda que que, somente neste ano, a corporação já prendeu mais de 15 mil  criminosos, apreendeu mais de 1.800 adolescentes infratores e retirou das ruas cerca de três mil armas de fogo.

Edição: Vitória Elizabeth / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Geral

Reclamações de serviços de telecomunicações caem 6,5% em 2022

Quase 1 milhão de reclamações foram registradas na Anatel, no 1º semestre de 2022, referentes à prestação de serviços de telefonia móvel e fixa, TV por assinatura, e banda larga fixa.

Baixar arquivo
Economia

Monitor do PIB aponta crescimento de 1,1% no 2º trimestre no Brasil

Já em relação a igual período de 2021, o indicador produzido pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas apresentou expansão 3%.

Baixar arquivo
Saúde

Covid: pesquisa da USP desvenda inflamações mesmo após saída do vírus

Descoberta deve ajudar os médicos a escolherem melhor os tratamentos para os pacientes graves, escolhendo entre tratar a infecção viral, ou, o processo inflamatório do corpo.

Baixar arquivo
Política

Após ataque hacker, sites da prefeitura do Rio seguem fora do ar

O problema está impedindo a emissão de nota fiscal eletrônica e algumas unidades de saúde não conseguem registrar pedidos de exames e consultas no sistema de regulação.

Baixar arquivo
Educação

Resultado do Fies já está disponível no site do MEC

Os alunos pré-selecionados para o Fundo de Financiamento Estudantil terão até o dia 19 de agosto para fazerem a complementação da inscrição. Lista de espera será divulgada dia 22 de agosto. 

Baixar arquivo
Geral

53% das crianças e adolescentes acessam internet apenas pelo celular

Pesquisa mostra que avançou o número de crianças e adolescentes com acesso à internet, mas os meios de acesso ao ambiente virtual revelam desigualdades profundas.

Baixar arquivo