Mais policiais e cão farejador reforçam busca por fugitivos no RN

Publicado em 04/03/2024 - 15:03 Por Gabriel Correa - repórter da Rádio Nacional - São Luís

Quase três semanas após a fuga dos dois presos da Penitenciária Federal de Segurança Máxima, no Rio Grande do Norte, as equipes de segurança mobilizadas na área de busca ganham reforço de mais policiais e cães farejadores.

A pedido da Secretaria Nacional de Políticas Penais, uma equipe do Mato Grosso seguiu nesse domingo (3) para Mossoró, com dois agentes e um cão treinado para buscas e captura de humanos, conforme explica o secretário adjunto de Administração Penitenciária, Jean Gonçalves. "São policiais penais do setor de Operações Especializadas do Sistema Penitenciário. Eles têm treinamento específico como rastreadores e batedores. Então eu acho que vai contribuir muito com a Força Nacional de segurança para a captura dos fugitivos". 

O cão, da raça pastor-belga, é treinado na identificação de drogas, celulares e armas dentro e fora dos presídios. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Mato Grosso, o animal já participou, com sucesso, de buscas e captura de fugitivos de um Presídio Estadual, no ano passado.

O uso de cães policiais farejadores também está sendo realizado na varredura de outras unidades prisionais federais, como a Penitenciária Federal em Brasília, na semana passada. 

Os dois foragidos, em Mossoró, teriam sido vistos por moradores do assentamento Vila Nova II, na zona rural da cidade de Baraúna, perto da divisa com o Ceará. Ademir Nonato vive nesse assentamento, e disse que os policiais têm solicitado constantemente informações para moradores. Alguns, como Ademir, já se acostumaram com a "nova rotina" de sempre ser parado em barreiras policiais nas estradas da região.

"Tem muita gente que tem medo. Mas está totalmente seguro. Os policiais aqui orientam as pessoas. Os moradores de Baraúna nunca estiveram tão seguros quanto agora". 

Os foragidos Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça são integrantes de uma facção e cumpriam pena por homicídio, roubo, latrocínio, tráfico de drogas e organização criminosa. Eles fugiram na madrugada do dia 14 de fevereiro.

Edição: Nadia Faggiani / Liliane Farias

Últimas notícias
Geral

FAB está de prontidão para resgatar brasileiros em áreas de conflito

Após os ataques do Irã a Israel, o governo brasileiro informou que está pronto, caso necessário, para resgatar brasileiros na área de conflito. Em nota, a Força Aérea Brasileira afirma se manter em prontidão para atuar a qualquer hora e em qualquer local, assim que for acionada pelas autoridades.

Baixar arquivo
Internacional

Conselho de Segurança da ONU faz reunião de emergência neste domingo

A reunião acontece após pedido de Israel, que foi atacado pelo Irã na noite desse sábado (13). O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, já se manifestou condenando o ataque iraniano e pedindo “o fim imediato das hostilidades”.

Baixar arquivo
Geral

Lei que criminaliza bullying prevê pena de até quatro anos de prisão

O objetivo da lei, sancionada este ano, é inibir essa prática nas escolas e, principalmente, no mundo virtual, onde o Brasil está no topo da lista nesse assunto. Menores de idade podem ser responsabilizados pela Vara da Infância e da Juventude.

Baixar arquivo
Geral

Brasil pede esforço para conter escalada de tensão no Oriente Médio

O governo brasileiro manifestou grave preocupação com os relatos de envio de drones e mísseis do Irã em direção a Israel. O comunicado pede que todas as partes envolvidas exerçam máxima contenção e chama a comunidade internacional para mobilizar esforços e evitar uma escalada.

Baixar arquivo
Internacional

Ruas de Israel amanhecem vazias após ataques do Irã

Domingo é o primeiro dia da semana de trabalho em Israel. Depois de uma madrugada em claro, acompanhando ao vivo os ataques, os israelenses acordaram com uma sensação ambígua: o alívio pelo bom funcionamento do sistema de defesa, mas também o temor do que está por vir.

Baixar arquivo
Política

Renegociação de dívidas e PEC das Drogas agitam o Senado

PEC das Drogas, renegociação de dívida dos estados, revisão do Código Civil, Imposto de Renda. A semana vai ser cheia no Senado.

Baixar arquivo