Covid-19: após casos suspeitos na prefeitura, Crivella fará teste

Secretária de Saúde, Beatriz Busch, foi internada com sintomas

Publicado em 31/03/2020 - 13:15 Por Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse que fará hoje (31) o teste para o novo coronavírus (covid-19). O prefeito e a equipe apareceram usando máscaras em entrevista coletiva transmitida por vídeo nesta terça-feira (31). 

Crivella será testado porque a secretária municipal de Saúde do Rio, Beatriz Busch, foi internada ontem (30) com suspeita de infecção pelo novo coronavírus. A superintendente de Vigilância em Saúde, Patrícia Guttman, e a secretária de Educação, Talma Suane, também apresentaram sintomas e estão em isolamento. O secretário de Eventos, Felipe Michel, também apresentou sintomas, precisou se isolar por 15 dias, mas já está de volta ao trabalho.

“O meu [teste] vou fazer agora. Vou fazer. Por isso estou usando a máscara, porque todos nós tivemos contato [com pessoas possivelmente infectadas]”, disse o prefeito, que não apresentou sintomas até o momento. 

Beatriz, única até o momento que precisou ser internada, foi testada, mas, de acordo com a prefeitura, o resultado ainda não foi divulgado. A secretária, no entanto, fez uma tomografia que mostrou semelhança com os casos de covid-19, portanto está sendo tratada como uma paciente infectada pelo novo coronavírus. 

“A Patrícia e a Beatriz estavam o tempo inteiro juntas. A notícia que temos é que estão bem e queremos crer que logo logo estarão de novo conosco após a quarentena”, disse Crivella. Sobre a secretária de Educação, o prefeito afirmou que tem mantido contato: “A Talma deu uma paradinha nos últimos dias. Temos conversado”, disse Crivella. 

Medidas de isolamento 

De acordo com Crivella, as medidas tomadas pelo município têm surtido efeito. “As internações e os casos de CTI [unidades de terapia intensiva], me parece que as medidas que tomamos têm preservado”, disse. “Neste momento, graças a Deus, não estamos com CTIs superlotados”. 

No município, as aulas estão suspensas e há restrições, entre elas a aglomerações e o funcionamento do comércio. “Evitar aglomeração é a única orientação segura e que faz diferença”, afirmou o médico e integrante do Gabinete de Crise, Alexandre Campos. 

Hotéis para idosos de comunidades

Segundo Crivella, apenas cerca de 100 das mil vagas em hotéis da zona sul, disponibilizadas para idosos moradores de comunidades que não têm condições de fazer em casa o isolamento social, estão ocupadas.

“Tivemos pouca ocupação. Se não tiver condições de se isolar em casa é uma oportunidade, é um espaço seguro que vai ser monitorado. O hotel é excelente, está dentro da cidade, não está afastado de nada, tem conexão wifi. É essencial ter uma alimentação boa, um bom descanso agora”, complementou Alexandre Campos.

No estado do Rio de Janeiro, 18 pessoas morreram e 657 casos estão confirmados. Somente na capital, são 553 casos confirmados e 13 mortes em decorrência do covid-19. Os dados são dos últimos balanços, divulgados nessa segunda-feira (30). 

No Brasil, de acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde, 159 pessoas morreram em decorrência da doença e há a confirmação de 4.579 pessoas infectadas.  

Edição: Graça Adjuto

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Voltar ao topo da página