Covid-19: Rio detalha horários de funcionamento de serviços essenciais

Escalonamento de serviços visa evitar aglomerações

Publicado em 07/04/2020 - 21:38 Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A prefeitura do Rio de Janeiro detalhou hoje (7), em edição extraordinária do Diário Oficial, os horários escalonados para o funcionamento das atividades consideradas essenciais no comércio e na indústria da cidade. As mudanças, divulgadas no Decreto 47.341, entram em vigor a partir desta quinta-feira (9), de acordo com o secretário municipal de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca, com o objetivo de evitar aglomerações, principalmente no transporte público, e assim, diminuir a disseminação do novo coronavírus.

“O escalonamento permite melhor distribuição do volume de pessoas pela cidade ao adotar diferentes faixas de horários de funcionamento das empresas. A ideia é controlar o fluxo de trabalhadores para manter o distanciamento social. Vivemos uma realidade onde precisamos da ajuda de todos, da força da população para evitar aglomerações. E esta decisão foi tomada democraticamente, ao lado dos presidentes das associações de cada atividade, que foram consultados. Buscamos diminuir os picos de movimento do transporte público, evitando a formação das filas do corredor expresso BRT, por  exemplo”, explicou.  

A maior preocupação da prefeitura ao fazer a modificação é evitar que os ônibus do BRT circulem com passageiros em pé e a uma distância menor do que um metro de distância. Várias tentativas já tinham sido feitas, mas sem êxito, com os ônibus articulados circulando lotados. Com a proximidade entre os passageiros, aumentam os riscos de mais pessoas contraírem covid-19.

Horários

Os hipermercados, supermercados, mercados e mercearias, que agregam um grande número de trabalhadores, vão abrir  das 8h às 21h. As agências bancárias vão funcionar no mesmo horário, das 10 às 16h. Já as padarias e confeitarias  vão funcionar das 5h da madrugada às 20h. Farmácias e drogarias vão abrir das 7h às 22h e aviários, açougues, peixarias e hortifrutis, das  7h30 às 19h30.

Com a nova  regulamentação, os estabelecimentos de atividade exclusiva ou predominantemente industriais passam a ter horário de funcionamento das 7h às 21h.

Edição: Aline Leal

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias