AGU recorre contra troca da direção de hospital federal no Rio

Justiça cobra providências quanto a atendimento em hospitais do Rio

Publicado em 05/05/2020 - 11:19 Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Termina hoje (5) o prazo dado pela Justiça Federal no Rio de Janeiro, em decisão proferida na quinta-feira (30), determinando que o Ministério da Saúde tome providências quanto ao atendimento de hospitais federais no Rio de Janeiro em meio à pandemia da covid-19. A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu ontem (4) da decisão.

A juíza Carmen Silvia Lima de Arruda, da 15ª Vara Federal no Rio de Janeiro, acusou a direção do Hospital Federal de Bonsucesso de omissão e intimou o Ministério da Saúde a tomar medidas administrativas para substituir o corpo diretivo. 

Ela também pediu esclarecimentos sobre compra de material e emprego de pessoal no combate à covid-19 por hospitais federais e das Forças Armadas no estado.

A AGU argumenta que a decisão de exonerar a diretoria do hospital é uma “arbitrariedade judicial”. “O Poder Judiciário invadiu a esfera administrativa e impôs uma obrigação em desacordo com o texto constitucional”, informou a AGU, em nota.

Plano de Contingência

No texto da decisão, a juíza descreve que o hospital de Bonsucesso não apresentou o Plano de Contingência para enfrentamento da covid-19; não esclareceu sobre o deslocamento dos médicos recém-formados, em especialização ou em residência médica para auxiliar na atual contenção; e não comprou teste para detecção do novo coronavírus para o corpo funcional, nem adotou qualquer providência para fazer a testagem; e não há previsão de compra de equipamentos de proteção individual (EPI).

A juíza relata também a existência de 240 leitos de enfermaria e 30 de unidade de terapia intensiva (UTI) ociosos por falta de pessoal e um total de 654 profissionais afastados e sem previsão de retorno.

A ação civil pública foi movida pela Defensoria Pública da União (DPU). A assessoria de imprensa do Hospital Federal de Bonsucesso informou que não iria se pronunciar sobre a questão, que está sendo tratada pelo Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde informa que analisa, junto à Casa Civil da Presidência da República, "um nome para substituir o diretor do Hospital Federal de Bonsucesso para o cargo não ficar vago", mesmo com o recurso da AGU.

Matéria ampliada às 15h14
 

Edição: Kleber Sampaio

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Fachada da Caixa Econômica Federal
Economia

Caixa abre 770 agências hoje para beneficiários do auxílio emergencial

A Caixa garantiu que todas as pessoas que comparecerem às agências serão atendidas no mesmo dia. A mesma orientação é válida para o atendimento realizado de segunda a sexta-feira.

Geral

Francis Hime sente saudades da parceria com Chico Buarque

"Chico é um grande amigo, adoro ele, gosto muito mesmo, tenho muitas saudades daquele tempo”, disse Francis Hime durante entrevista ao programa Roda de Samba, da Rádio Nacional.

 

flamengo brasileiro campeão
Esportes

Série A dos portões fechados e com fim só em 2021 começa neste sábado

Brasileirão, que começa neste sábado, será inusitado. Ele termina apenas em 2021 e seguirá protocolos rígidos de segurança devido à pandemia de covid-19.

Hospital de Campanha de São Gonçalo é inaugurado
Justiça

Rio: Justiça intima Witzel a manter aberto hospital de campanha

Justiça intimou o governador e o secretário de saúde a cumprir, em 48 horas, ordem judicial de manter em operação o  Hospital de Campanha de São Gonçalo.

Saúde

Trevo de Xapetuba inaugura novo trecho de rodovias interestaduais

O trecho fica na divisa entre os municípios mineiros de Uberlândia e Monte Alegre de Minas. Mais de R$ 190 milhões serão investidos no entrocamento entre as BRs 365 e 452.

Brasília - O Conselho Superior do Ministério Público Federal autorizou hoje a prorrogação dos trabalhos da Operação Lava Jato, no Rio de Janeiro (José Cruz/Agência Brasil)
Justiça

PGR recorre de decisão que impediu acesso a dados da Lava Jato

No agravo, o vice-procurador geral, Humberto Jacques de Medeiros, pede que o ministro do STF Edson Fachin reveja sua decisão ou leve o caso para julgamento na Corte.