Isolamento em SP se mantém abaixo das expectativas

Doria diz que pode rever relaxamento da quarentena

Publicado em 06/05/2020 - 15:08 Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

A taxa de isolamento no estado de São Paulo atingiu 47% ontem (5), valor abaixo das expectativas do governo paulista, que considera satisfatória taxa acima de 50% e, ideal, acima de 70%. Nos finais de semana, a taxa tende a subir e ficar na média considerada satisfatória. Mas durante a semana ela volta a cair. Desde domingo o estado não consegue atingir a marca de 50%.

Caso a média de isolamento no estado não supere os 50%, o governador de São Paulo, João Doria, ameaça não abrandar as medidas de quarentena, que perduram até o dia 10 de maio. Até esse dia, somente os serviços considerados essenciais - como de logística, segurança, abastecimento e saúde - estão autorizados a funcionar.

“Temos dito e repetido aqui que nenhuma medida de flexibilização de isolamento social será adotada no estado de São Paulo se não tivermos a média entre 50% e 60%. Infelizmente não estamos alcançando essa média”, falou o governador.  Doria voltou a pedir para que as pessoas mantenham o isolamento. “Quem é contra isolamento social está ajudando a encher hospitais e fazer a contagem de mortos”, disse ele.

Para Doria, a baixa adesão ao isolamento não se deve ao anúncio antecipado de que haverá flexibilização no estado a partir do dia 11 de maio. Desde o anúncio do relaxamento, feito no dia 22 de abril, a taxa de isolamento no estado se manteve abaixo dos 50% por nove vezes, com exceção dos finais de semana, quando ela cresce.

Segundo o infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, a retomada das atividades e serviços não essenciais no estado será baseada não somente no índice de isolamento, mas também na taxa de ocupação de leitos e número de pessoas já contaminadas pelo coronavírus, por exemplo.

A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) no estado está em torno de 67,2%, mas na Grande São Paulo ela já está crítica, com 86,6% de ocupação.

“Nós estamos vendo, de um lado, uma frouxidão do sistema de isolamento e, de outro lado, a necessidade, pela quantidade de novos infectados, de aumentarmos a taxa de isolamento pelo menos a 55%. A única arma que nós temos é o distanciamento social. Nós não temos medicamentos, nós não temos vacinas - e nem teremos a curto prazo. Então é absolutamente fundamental que a população continue se sacrificando. Mas neste momento é necessário e é a única alternativa”, disse Uip.

Edição: Valéria Aguiar

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Câmara aprova MP amplia uso de assinatura eletrônica

Objetivo da MP é facilitar o uso de documento assinados digitalmente para ampliar o acesso a serviços públicos digitais. Texto segue para o Senado.

la bombonera, estádio do boca juniors
Esportes

Equipes do futebol argentino voltam a treinos presenciais

Após paralisação de cinco meses causada pela pandemia de coronavírus, 16 das 25 equipes da primeira divisão do país sul-americano retornaram às atividades presenciais.

Programa de Incentivo à Cabotagem, BR do Mar,
Geral

Programa de incentivo marítimo BR do Mar é entregue ao Congresso

O governo entregou hoje o projeto de lei BR do Mar - iniciativa que visa expandir o tráfego marítimo de mercadorias em todo o território nacional.

 

cruzeiro guarani
Esportes

Série B: Cruzeiro vence Guarani por 3 a 2 fora de casa

Segunda rodada também teve triunfos de Juventude, Paraná e Botafogo SP, além do empate entre Brasil de Pelotas e Ponte Preta.

Mega-Sena, loterias, lotéricas
Geral

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 12,5 milhões

A quina teve 16 acertadores e cada um vai receber R$ 81.484,20. Os 1.545 ganhadores da quadra receberão o prêmio individual de R$ 1.205,49.

 Esculturas de musas na fachada do prédio da sede do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, zona norte da cidade
Geral

Alerj autoriza repasse de verbas para obras no Museu Nacional

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro autorizou o repasse de verbas complementares para a reconstrução do Museu Nacional, destruído por um incêndio em 2018.