Últimas notícias atingidos

Canteiro de obras da Nova Bento Rodrigues.
Justiça

Seis anos após tragédia de Mariana, voz de atingidos chega ao CNJ

Repactuação de acordo com atingidos ocorre em meio cenário complexo. Cerca de 85 mil processos relacionados à tragédia tramitam na Justiça.

Mariana (MG) - Ruínas em Bento Rodrigues, distrito de Mariana, dois anos após a tragédia do rompimento da Barragem de Fundão, da mineradora Samarco (José Cruz/Agência Brasil)
Geral

Assessorias a vítimas da lama de Samarco e Vale não saem do papel

A maioria dos atingidos pelos rompimentos das barragens da Samarco, em novembro de 2015, e da Vale, em janeiro de 2019, ainda aguarda o momento em que poderão contar com o suporte integral das assessorias técnicas que eles escolheram.

Mariana (MG) - Ruínas em Bento Rodrigues, distrito de Mariana, dois anos após a tragédia do rompimento da Barragem de Fundão, da mineradora Samarco (José Cruz/Agência Brasil)
Geral

Tragédia de Mariana: moradores sofrem com depressão e outros problemas de saúde

Há dois anos, a folha do calendário das casas de dois distritos de Mariana e um de Barra Longa, em Minas Gerais, foi virada pela última vez. O dia 5 de novembro de 2015 se eternizou nas paredes das casas que ficaram de pé em Bento Rodrigues, Paracatu e Gesteira. Desde então, a vida dos atingidos pela lama da mineradora Samarco está suspensa - 730 dias depois do rompimento da Barragem de Fundão, ainda se espera pelo reassentamento, pela indenização, pelo rio límpido, cujas ações de reparo, complexas, enfrentam atrasos e obstáculos que desafiam os órgãos envolvidos. A espera e a mudança brusca de vida se tranformam em depressão nas comunidades. Algumas pessoas não viveram para testemunhar as mudanças. Seus parentes apontam a tristeza como o agente catalisador dos problemas de saúde. São os novos mortos da tragédia de Mariana.

Bombeiros enfrentam desafios diários para garantir acesso e segurança 
(Sérgio Vale/Agência de Notícias do Acre)
Geral

Manaus fará cadastro de famílias atingidas pela cheia do Rio Negro

A prefeitura de Manaus vai iniciar no dia 11 de maio um cadastro das pessoas atingidas pela cheia do Rio Negro.