Últimas notícias Suprema Corte

Internacional

Senado dos EUA adia votação de juiz para Suprema Corte após denúncia

O comitê do Judiciário do Senado decidiu hoje (18) convocar audiências públicas para colocar frente a frente o indicado para a Suprema Corte, o juiz Brett Kavanaugh, e Christine Blasey, que o acusou de agressão física e sexual, segundo uma reportagem publicada na edição de domingo (16) do jornal Washington Post. Antes do surgimento desse escândalo, a votação para homologar Kavanaugh para Suprema Corte deveria ser realizada esta semana.
Internacional

Suprema Corte da Índia decide descriminalizar homossexualidade

A Suprema Corte da Índia voltou, nesta quinta-feira (6), a descriminalizar a homossexualidade, ao revogar uma sentença de 2013, que validava uma lei britânica de mais de 150 anos, que pune os atos "contra a natureza" e criminaliza com penas de prisão as relações entre pessoas

O juiz Brett Kavanaugh discursa na cerimônia em que foi indicado pelo presidente Donald Trump à Suprema Corte dos EUA.
Internacional

Trump indica Kavanaugh, juiz conservador moderado, para Suprema Corte

O presidente Donald Trump indicou hoje (9) o juiz Brett M. Kavanaugh, de 53 anos, para ocupar a vaga que ficará em aberto com a aposentadoria do juiz Anthony M. Kennedy na Suprema Corte dos Estados Unidos. Kavanaugh era um dos quatro nomes mais fortes para substituir Kennedy, e embora reconhecidamente conservador, ele era considerado o mais moderado das opções que Trump avaliava.
Internacional

Escolha de Trump pode redefinir equilíbrio de forças na Suprema Corte

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve indicar hoje (9)  à noite um novo nome para a Suprema Corte do país. A escolha é considerada uma das mais importantes da gestão de Trump, porque pode redesenhar  a Corte, tornando-a mais conservadora por várias décadas.

O confeiteiro  Jack Phillips foi absolvido pela Suprema Corte dos Estados Unidos por ter recusado fornecer bolo para casamento gay alegando motivos religiosos. (REUTERS/Aaron P. Bernstein/File)
Direitos Humanos

Supremo dos EUA absolve confeiteiro que negou bolo para casamento gay

Por 7 votos a 2, A Suprema Corte dos Estados Unidos deu ganho de causa ao confeiteiro Jack Phillips, acusado de discriminação por se recusar a fazer um bolo para um casamento gay por motivos religiosos. O julgamento foi acompanhado com atenção pelo país, por definir relação entre direitos religiosos, liberdade de expressão, preconceito de gênero e direitos de dignidade LGBT. Os magistrados entenderam que a Comissão de Direitos Civis do Colorado demonstrou “hostilidade religiosa” e que punir Jack Phillips seria uma violação aos direitos religiosos garantidos pela Primeira Emenda da Constituição norte-americana.