Você está aqui

CMN autoriza novas operações de crédito para estatais do setor elétrico

  • 28/08/2014 20h58publicação
  • 28/08/2014 21h22atualização
  • Brasílialocalização
Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil

As estatais de energia elétrica poderão contratar novas operações de crédito destinadas ao saneamento econômico e financeiro. A medida foi anunciada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) no início da noite de hoje (28). O objetivo é facilitar a reestruturação de dívidas dessas estatais.

O CMN autorizou a ampliação das contratações de R$ 800 milhões para R$ 1,9 bilhão, o que representa um aumento de R$ 1,1 bilhão.

A decisão foi motivada pela aquisição da Companhia Energética de Goiás (Celg) pela Eletrobras. No caso da Celg Distribuidora, foi feito um acordo com a Eletrobras e com o estado de Goiás de venda do controle da companhia. "Para a Eletrobras adquirir a Celg, foi necessário que a empresa mudasse seu perfil de dívida”, explicou Aílton Madureira, coordenador-geral de Investimento Público do Tesouro Nacional.

Assim, uma estatal do setor poderá alterar o perfil da sua dívida, negociando o pagamento em um prazo maior ou trocando o perfil de juros, de uma dívida com juros mais caros para uma com níveis mais baratos. Apesar de motivada pela negociação entre Celg e Eletrobras, a medida vale para as demais estatais de energia elétrica.

 

* Texto atualizado às 21h22 para ajuste de informação sobre a ampliação das contratações

Edição: Nádia Franco