Você está aqui

Três Gargantas supera Itaipu na geração de energia, diz estatal chinesa

  • 02/01/2015 10h51publicação
  • 02/01/2015 11h21atualização
  • Pequimlocalização
Da Agência Lusa
Itaipu Binacional

Itaipu Binacional perde liderança para Usina de Três Gargantas, na China, na geração de energia por horaItaipu Binacional/Arquivo

A central hidrelétrica da barragem de Três Gargantas, na China, a maior infraestrutura do tipo do mundo, superou em 2014 a de Itaipu, construída em parceria entre o Brasil e o Paraguai, como a maior produtora de eletricidade do mundo. Segundo a China Three Gorges, que gere a central, em nota da agência estatal chinesa Xinhua, os 98,8 milhões de megawatts por hora (MWh) produzidos pela central chinesa no ano passado estabeleceram um novo recorde de produção de energia em centrais hidrelétricas.

Assim, a central chinesa ultrapassou Itaipu que, em 2013, gerou 98,5 MWh – a maior do planeta. A barragem de Itaipu é a segunda maior do mundo, perdendo para a de Três Gargantas. De 2012 a 2013, a hidrelétrica da América do Sul era a “número um” em produção de energia.

A central de Três Gargantas tem uma capacidade instalada de 22,5 mil MW contra os 14 mil MW de Itaipú.

A China Three Gorges, principal acionista da Eletricidade de Portugal (EDP), explicou que os 98,8 milhões de MWh produzidos no ano passado permitiram poupar 49 milhões de toneladas de carvão, que continua a ser a principal fonte de energia da China e evitar a emissão de 100 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2), principal responsável pelo aquecimento do planeta.

Idealizada por Mao Zedong, na década de 1950, para acabar com o déficit energético de Xangai e do delta do Rio Yangtze, a barragem de Três Gargantas começou a ser construída em 1993. As obras foram concluídas 17 anos depois.

A China Three Gorges, uma empresa estatal diretamente tutelada pelo governo central chinês, tornou-se o maior acionista da EDP, em 2012, após pagar 2,7 bilhões de euros por 21,35% do capital da elétrica portuguesa.