Você está aqui

Governo estuda conceder mais dez aeroportos à iniciativa privada

  • 21/03/2017 17h19publicação
  • Brasílialocalização
Sabrina Craide e Paulo Victor Chagas – Repórteres da Agência Brasil

O ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, informou hoje (21) que o governo estuda a concessão de pelo menos mais 10 aeroportos à iniciativa privada. Entre os terminais que podem ser concedidos estão o de Goiânia, o de Vitória e o do Recife, disse o ministro. Os aeroportos de Guarulhos (SP), Santos Dumont (RJ) Manaus e Curitiba devem permanecer sob administração da Empresa  Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), mas isso também está em debate no governo.

“O processo está sendo discutido, tudo está em debate. Estamos discutindo quais aeroportos ficam com a Infraero, quais formarão uma nova rodada de concessões”, disse Oliveira, após participar do Latin American Conferences, evento organizado pelo Conselho das Américas e realizado em Brasília.

Segundo o ministro, ainda não está definido se as próximas concessões ocorrerão em bloco. “Cada um vai entrando à medida que os projetos fiquem prontos”, explicou. Oliveira disse que o governo avalia uma lista extensa de possíveis terminais que podem ser concedidos, mas acredita que a licitação não deve sair este ano.

Na semana passada, o governo concedeu à iniciativa privada a administração dos aeroportos de Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Porto Alegre, com um ágio de 93,7%.

Cortes

O ministro não quis antecipar informações sobre os cortes no Orçamento que devem ser anunciados amanhã (22).

“O nosso trabalho é demonstrar, no relatório de ação bimestral, a situação efetiva de modo bastante transparente e adotar as ações necessárias para o cumprimento da meta do ano. Isso é o que estamos preparando e será anunciado amanhã. Não vamos antecipar nenhuma decisão até porque algumas delas ainda não foram tomadas”, disse Oliveira.

Edição: Lílian Beraldo