Digite sua busca e aperte enter

Mega-Sena, loterias, lotéricas Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Compartilhar:

Para governo, abertura do mercado justificou reajuste de loterias

Crescimento econômico também permitiu elevar preços

Publicado em 31/10/2019 - 20:47

Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil Brasília

A abertura do mercado de loterias e a expectativa de crescimento econômico nos próximos anos permitiram o reajuste nos jogos de loteria da Caixa Econômica Federal a partir de janeiro, comentou hoje (31) à noite o Ministério da Economia. Em nota, a Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (Secap), responsável por regular o setor de loterias, ressaltou que o último aumento tinha ocorrido em maio de 2015.

Segundo o comunicado o ajuste de preço foi limitado à inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em 12 meses. “[O ajuste nos preços e a flexibilização de acompanhamento] foram motivados pela perspectiva de crescimento econômico sustentável nos próximos anos e pela abertura e ampliação do mercado lotérico nacional que se avizinha para o próximo ano”, destacou a Secap.

A secretaria ressaltou que o setor de loterias, até hoje operado unicamente pela Caixa, terá o monopólio quebrado com o leilão da Loteria Instantânea Exclusiva (Lotex), também conhecida como raspadinha. O Ministério da Economia está regulamentando o novo modelo das apostas esportivas de quota fixa, cuja exploração deve ser leiloada no próximo ano.

Para a Secap, os novos preços promovem a competição igualitária entre a Caixa e os demais operadores de loterias. “Isso haverá de concorrer para a maximização do portfólio gerencial de produtos lotéricos, propiciando à empresa pública melhores condições de enfrentamento do ambiente competitivo no mercado de loteria”, acrescentou a nota.

Em janeiro, os preços das lotéricas subirão, em média, 28,2%. A aposta simples da Mega-Sena, de seis dezenas, passará de R$ 3,50 para R$ 4,50.

Confira os demais reajustes:

Dupla-sena: a aposta simples, ou mínima, passa a custar R$ 2,50

Lotofácil: a aposta simples, ou mínima, passa a custar R$ 2,50

Lotomania: a aposta única passa a custar R$ 2,50

Quina: a aposta simples, ou mínima, passa a custar R$ 2

Os jogos de prognósticos esportivos serão também majorados:

Loteca: a aposta simples, ou mínima, passa a custar R$ 1,50, passando, em consequência, a aposta múltipla mínima obrigatória, que compreende um prognóstico duplo, a custar R$ 3

Lotogol: a aposta simples, ou mínima, passa a custar R$ 1,50

Timemania: a aposta única passa a custar R$ 3

Edição: Bruna Saniele

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias