Você está aqui

Publicidade infantil é tema da redação do Enem

  • 09/11/2014 13h06publicação
  • 09/11/2014 15h08atualização
  • Brasílialocalização
Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil

-

 

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi Publicidade infantil em Questão no Brasil, conforme divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Hoje é o segundo dia de prova do exame e também o mais temido por muitos candidatos, justamente pela elaboração da redação.

Para subsidiar a produção textual dos participantes, de acordo com o Inep, a prova de redação traz três textos motivadores: um texto jornalístico que discute se a publicidade infantil deve ser proibida no Brasil, um infográfico sobre a publicidade para crianças no mundo, e outro texto sobre a criança como o consumidor do futuro.

Este ano, o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) publicou resolução sobre a questão considerando abusivo o direcionamento de publicidade e de comunicação mercadológica à criança, "com a intenção de persuadi-la para o consumo de qualquer produto ou serviço".

As provas começaram a ser aplicadas em todo o país às 13h, no horário de Brasília, e terão cinco horas e 30 minutos de duração. Além da redação, os candidatos terão que responder a questões de linguagens e códigos e matemática.

Alguns cuidados devem ser tomados pelo estudante hoje à tarde. As redações com sete linhas ou menos receberão nota zero. A estrutura deve ser dissertativo-argumentativa, ou seja, os candidatos devem expor argumentos relacionados ao tema da redação, elaborando-os de forma consistente e coerente.

A proposta de redação do Enem sempre vem acompanhada de textos que podem servir de motivação para que os candidatos elaborem seus próprios textos. No entanto, o estudante não deve se restringir às ideias ali apresentadas, copiar trechos ou torná-los parte de sua argumentação. Tais procedimentos podem fazer com que o candidato perca pontos na avaliação de competências. Aquele que fizer qualquer brincadeira ou deboche vai tirar zero.

As redações serão avaliadas de acordo com cinco competências: domínio da norma-padrão da língua escrita, compreensão da proposta da redação e aplicação de conceitos de diversas áreas do conhecimento para desenvolver o tema; capacidade de selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações para defender um ponto de vista; conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação e elaboração de proposta de intervenção ao problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Todos os anos, a redação é alvo de disputas na Justiça, pois as notas não são passíveis de recurso. O Inep divulga o espelho da redação para fins pedagógicos, para que o estudante saiba a nota que tirou em cada competência.

 

Edição: Beto Coura