Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Justiça nega pedido de Youssef para suspender processos da Operação Lava Jato

Publicado em 16/09/2014 - 21:33

Por André Richter - Repórter da Agência Brasil Brasília

O desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, negou pedido do doleiro Alberto Youssef para suspender a tramitação dos processos oriundos da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Youssef pretendia paralisar a tramitação das ações penais até  ter acesso ao acordo de delação premiada, celebrado entre o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o Ministério Público Federal (MPF). No acordo, Costa citou nomes de políticos que receberam propina do esquema de corrupção na estatal.

O doleiro, que está preso em Curitiba, alegou, por meio de seus advogados, que o acesso prévio ao depoimento é necessário para contestar a produção das provas de acusação. Na decisão, o desembargador informou que o acesso ao acordo não vai prejudicar a defesa de Youssef nos processos.

“Ainda que amplamente noticiada, a concordância do investigado Paulo Roberto Costa em firmar acordo de delação premiada com o MPF, de concreto, nada há nos autos a respeito da suposta colaboração. Não servem, pois, divulgações na imprensa para embasar o pedido de defesa. Não havendo acordo efetivamente firmado, descabe a suspensão do andamento da ação penal”, decidiu  Gebran Neto.

O mesmo pedido já fora rejeitado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pela condução da investigação.

 

Edição: Stênio Ribeiro

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias