Você está aqui

Começam a ser vendidas moedas comemorativas das Olimpíadas de 2016

  • 28/11/2014 13h40publicação
  • Brasílialocalização
Mariana Branco - Repórter da Agência Brasil

A venda de moedas comemorativas das Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016, lançadas oficialmente hoje (27), no Rio de Janeiro, foi motivo de formação de fila para aquisição das primeiras unidades na sede do Banco Central (BC), em Brasília. O BC lançou uma moeda de ouro, quatro de prata e quatro de circulação comum. Ao todo, o programa compreenderá 36 moedas, que serão lançadas até 2016. 

O jornalista aposentado Eliney Faulstich, 66 anos, foi uma das pessoas que aguardaram por cerca de uma hora até que funcionários do BC começassem a permitir a entrada de compradores. Ele faz parte da diretoria da Associação Filatélica e Numismática de Brasília (AFNB) e da Associação de Amigos do Museu de Valores do Banco Central e se interessa por moedas há mais de 30 anos. Eliney estava feliz com a possibilidade de adquirir as moedas comemorativas dos Jogos de 2016, mas se queixou da demora. 

"Disseram que a venda ia começar às 11h30, mas só abriu a partir das 12h10. Além disso, diminuiu o limite de moedas a serem vendidas por pessoa", relatou, mostrando formulário distribuído a quem estava na fila. O papel previa no máximo uma moeda de ouro, cinco de cada modelo prata e duas de cada modelo de circulação comum por comprador. De acordo com Eliney, anteriormente, a quantidade de moedas de prata de cada modelo que podiam ser vendidas era dez por comprador. 

O servidor público José Pereira de Souza, 58 anos, coleciona moedas há cerca de dez anos e queria adquirir as das Olimpíadas para sua coleção pessoal. "Tenho moedas datadas desde 1850, de ouro, prata", comenta. Ele conta que, além do BC, muitos sites especializados vendem as unidades. 

Segundo comunicado divulgado pelo BC, esta semana, a moeda de ouro terá tiragem inicial de 4 mil unidades, com 2 mil para o mercado nacional e 2 mil para o internacional. Segundo a autoridade monetária, essa é a estimativa inicial, mas a tiragem pode chegar a 5 mil. A unidade será comercializada por R$ 1.180.

As moedas de prata terão tiragem inicial de 18 mil unidades por tipo, sendo 8,7 mil para o mercado brasileiro e 10 mil para o internacional. A tiragem pode chegar a 25 mil moedas. Elas serão vendidas pelo preço unitário de R$ 195. Estojos com os quatro modelos da moeda estarão disponíveis em 2015, com data e preço a serem anunciados.

O BC informou ainda que as moedas comuns de R$ 1 entrarão em circulação pela rede bancária. Uma parte será vendida em embalagens especiais para coleção, com preço unitário de R$ 13. Cartelas com os quatro tipos de moedas de R$ 1 também devem ser disponibilizadas a partir de 2015, com data e preço a serem definidos.

Edição: José Romildo