Você está aqui

Réveillon de Copacabana vai homenagear Jogos Olímpicos e 100 anos do samba

  • 03/12/2015 20h12publicação
  • Brasílialocalização
Da Agência Brasil

O réveillon deste ano na Praia de Copacabana terá como tema os Jogos Olímpicos Rio 2016 e os 100 anos do samba. Cerca de 2 milhões de pessoas são esperadas para a festa, sendo 800 mil turistas, que devem movimentar a economia carioca com US$ 686 milhões.

Segundo a Associação Brasileira de Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ) , faltando menos de um mês para o período do réveillon, 70% dos quartos de hotéis da cidade já estão reservados. Os bairros mais procurados são Ipanema, Leblon, Copacabana e Leme, que apresentam taxa de 80% de ocupação.

O secretário municipal de Turismo do Rio de Janeiro, Antonio Pedro Figueira de Melo, apresentou hoje (3) as principais atrações que vão se apresentar durante a festa na zona sul da cidade. Pela primeira vez, um espetáculo teatral e musical fará parte das atrações do palco principal de Copacabana. O musical vai visitar a história dos 100 anos do samba, com o cantor Diogo Nogueira como protagonista da apresentação.

Para o secretário, o Rio de Janeiro não poderia deixar de reforçar a alegria de receber a Olimpíada. “Nada melhor do que abrir o ano olímpico com o nosso ritmo mais conhecido da cidade e do Brasil, que é o samba. São 100 anos do primeiro samba gravado. Então, é uma maneira de a gente homenagear o samba e mostrar o que a gente tem de melhor. É o ritmo mais brasileiro e mais carioca de todos”, destacou.

A festa vai contar com 12 apresentações, divididas entre o palco principal e o palco Santa Clara. Haverá 16 minutos de queima de fogos. Serão usadas 11 balsas e 24 toneladas de fogos. A estrutura montada na Praia de Copacabana contará com cinco postos médicos e 30 estações de policiamento.

No palco principal, em frente ao Copacabana Palace, além de Jorge Ben Jor e a escola de samba Beija-Flor de Nilópolis, o cantor e compositor Zeca Pagodinho se apresentará logo após a queima de fogos. Zeca Pagodinho disse que ansioso cantar para o público de 2 milhões de espectadores.

Outra atração do palco principal, o cantor Gabriel Moura, indicado ao Prêmio Profissionais da Música 2015, espera colocar energia no público na espera do Ano-Novo. Ele disse ser uma honra cantar e participar da festa. “Participar deste momento, em que as pessoas estão com energia leve, com energia de renovação, de paz e de entrega espiritual é uma felicidade que não tem tamanho. É uma honra e uma das maiores honras é de ter sido lembrado para este momento e este palco.”

Já no palco Santa Clara, em frente à Rua Santa Clara, além das escolas de samba do Salgueiro e do Grande Rio, os cantores Arlindo Cruz e Dudu Nobre são atrações confirmadas para animar a festa.

Edição: Juliana Andrade