Você está aqui

Ataques a ônibus e delegacias mobilizam polícia em Fortaleza

  • 07/03/2016 12h47publicação
  • Fortalezalocalização
Edwirges Nogueira – Repórter da Agência Brasil

A sequência de ataques a ônibus em Fortaleza fez com que as autoridades do Ceará intensificassem as ações de segurança. Na semana passada, cinco ônibus foram incendiados  e seis prédios públicos foram alvejados por tiros, inclusive a sede da Secretaria de Justiça, no bairro Aldeota.

O último ataque ocorreu na madrugada de hoje (7), quando homens atiraram contra a fachada do 3º Distrito Policial, no bairro São Gerardo, que fica próximo à sede da Secretaria da Segurança e Defesa Social. Um policial ficou ferido no braço por causa dos estilhaços de vidro. Os outros casos ocorreram na quinta-feira (3) e no sábado (5). Em um dos locais, a polícia encontrou uma granada, mas o artefato estava desativado.

Na última sexta-feira (4), agentes das polícias Civil e Militar fizeram uma operação nos bairros próximos dos 19º e 27º Distritos Policiais, localizados no Conjunto Esperança e João XXIII, respectivamente, atacados na quinta-feira. Cinco pessoas foram presas e uma arma foi apreendida.

De acordo com a Secretaria de Segurança e Defesa Social, ainda não é possível estabelecer relação entres os ataques aos ônibus e prédios público. A polícia trabalha com, pelo menos, cinco hipóteses. Uma dela sugere que os casos são retaliações a um projeto de lei, que tramita na Assembleia Legislativa, que prevê o bloqueio do sinal de celular em regiões próximas a prisões. Outra hipótese investigada é se os ataques são ações contrárias à remoção de um traficante para um presídio federal.

Edição: Carolina Pimentel