Você está aqui

Governo lança aplicativo gratuito com informações sobre o Zika

  • 02/03/2016 17h33publicação
  • Brasílialocalização
Sabrina Craide – Repórter da Agência Brasil

O governo federal lançou hoje (2) o aplicativo 0800 Saúde, que traz informações de utilidade pública sobre o vírus Zika, como as causas da doença e sua relação com casos de microcefalia em recém-nascidos. O aplicativo também tem orientações sobre como combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da zika, da dengue e da chikungunya.

O aplicativo foi desenvolvido pela empresa de tecnologia Qualcomm, em parceria com os ministérios da Saúde e das Comunicações. A ferramenta também permite a geolocalização de vários serviços oferecidos na área de saúde pública, como postos do Sistema Único de Saúde (SUS) e farmácias populares mais próximas para a retirada de medicamentos gratuitos.

O acesso da população ao aplicativo é gratuito, ou seja, sem cobrança de dados móveis. “O pacote de dados não é computado na hora em que se acessa o serviço. As empresas de telefonia em parceria estão custeando o acesso a esse programa”, explicou o secretário executivo do Ministério das Comunicações, Francisco Ibiapina. O download pode ser feito para os sistemas operacionais Android e iOS, também sem cobrança.

Ibiapina ressaltou que a internet hoje é o meio mais eficaz de se divulgar uma informação. “Não estamos esquecendo os meios tradicionais de radiodifusão, mas gostaríamos de utilizar esse aplicativo para atingir um número muito maior de pessoas que estão sempre no seu dia a dia acessando a internet através de seu smartphone”. O aplicativo deverá ser constantemente atualizado e melhorado, com inclusão de novas informações sobre as doenças.

O secretário executivo adjunto do Ministério da Saúde, Neilton Araújo de Oliveira, lembrou que, na área da saúde, é importante a prestação de informações claras para a população. “Uma informação truncada ou desatualizada gera insegurança e perda de tempo na população. Ainda temos dificuldade na comunicação com a nossa população, em uma linguagem clara e segura.”

Segundo o presidente da Qualcomm para a América Latina, Rafael Steinhausen, o investimento da empresa no aplicativo foi pequeno. “Não é um grande investimento, mas é a demonstração de um exemplo do que poderia ser feito a nível desse tipo de serviço gratuito para toda a população”. Steinhausen disse que, apesar de ser um aplicativo simples, a plataforma é eficaz, democrática, inclusiva e econômica.

Edição: Nádia Franco