Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Menino morto por bala perdida no Rio será enterrado hoje

Publicado em 29/03/2016 - 11:46

Por Da Agência Brasil Rio de Janeiro

A organização não governamental Rio de Paz colocou uma cruz preta na areia da Praia de Copacabana, na zona sul do Rio. A intenção é protestar pela morte de crianças, vítimas de balas perdidas no estado (Tomaz Silva)

Protesto da Rio de Paz, no domingo (27), chamou a atenção para mortes de crianças, vítimas de balas perdidas no estadoTomaz Silva/Agência Brasil

O corpo do menino Ryan Gabriel, de 4 anos, morto após ser atingido no peito por uma bala perdida no domingo (27), será enterrado na tarde de hoje (29) no Cemitério de Irajá, na zona norte do Rio. Ryan foi baleado durante uma tentativa de invasão no Morro do Cajueiro por criminosos que controlam a venda de drogas no Morro da Serrinha, ambos em Madureira, na zona norte.

Na tentativa de invasão, a criança foi atingida por um tiro, quando brincava na porta de casa, e morreu ontem (28) no hospital Getúlio Vargas, na Penha.

Nessa segunda-feira, moradores do morro do Cajueiro interditaram a Avenida Ministro Edgar Romero, a principal via do bairro e atearam fogo em dois ônibus do BRT, além de depredar duas estações (Otaviano e Vila Queiroz). Até a manhã de hoje, ambas as estações continuavam fechadas por causa da destruição e sem previsão de voltar a funcionar. O consórcio BRT, que administra o modal, estipulou que os prejuízos ultrapassam R$ 1 milhão.

De acordo com o Batalhão de Rocha Miranda, seis pessoas foram detidas por policiais militares durante o protesto. Elas estavam com duas garrafas plásticas contendo um líquido, que possivelmente era inflamável.

Por causa do protesto, algumas escolas não funcionaram hoje. Segundo a Secretaria de Estado de Educação, o Instituto de Educação Carmela Dutra, com cerca de mil alunos em horário integral, e o Colégio Estadual Compositor Manaceia José de Andrade, cerca de 500 estudantes, estão com as atividades suspensas.

A secretaria ressaltou que a direção da unidade escolar tem autonomia para tomar providências no sentido de garantir a integridade física e moral de seus alunos, professores e funcionários. Ainda de acordo com o comunicado, os conteúdos das aulas perdidas serão repostos.

Edição: Talita Cavalcante

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias