Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Base de UPP em Santa Teresa é alvo de tiros; ônibus são incendiados em ataques

Publicado em 28/05/2016 - 13:32

Por Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil* Rio de Janeiro

A Unidade de Polícia Pacificadora Escondidinho/Prazeres, em Santa Teresa, sofreu ataques de criminosos na noite de ontem (27) e na manhã de hoje (28), de acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora. Foram disparados diversos tiros contra a unidade.

Segundo a Polícia Militar, duas equipes policiais foram atacadas em pontos diferentes da localidade e, durante os ataques, um ônibus foi incendiado na Rua Almirante Alexandrino, uma das principais do bairro de Santa Teresa. Posteriormente, outro coletivo foi incendiado no Rio Comprido, bairro vizinho.

O policiamento na área da UPP foi reforçado com agentes de outras unidades e do Grupamento de Intervenções Táticas das UPPs, e os acessos à comunidade receberam policiamento do Batalhão de Choque e de batalhões vizinhos ao bairro. Mesmo asssim, disparos foram feitos contra a base da UPP na manhã deste sábado. Segundo a polícia, ninguém se feriu.

Tereza Cruz, integrante da diretoria da Associação de Moradores de Santa Teresa, disse que o coletivo de moradores vem tentando obter soluções para a questão da segurança junto à polícia, mas vê com preocupação a persistência do problema. "A gente faz reuniões com a polícia e, além de dizerem que não tem contingente, eles prometem uma série de medidas que não se verificam."

A Associação Sociedade Amigos do Morro dos Prazeres não atendeu aos telefonemas da Agência Brasil.

Ônibus

No início da tarde de hoje, a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) divulgou uma nota de repúdio aos ataques a coletivos. Um levantamento da entidade contabiliza que, desde 2014, 135 ônibus foram incendiados, sendo 55 apenas nos últimos 12 meses. "Com isso, o Rio contabiliza uma média de um ônibus queimado por semana. O custo de reposição total dessa frota é estimado em mais de R$ 20 milhões."


*Colaborou a repórter Nanna Pôssa//Matéria atualizada às 14h01.

Edição: Talita Cavalcante

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias