Digite sua busca e aperte enter

Velório do adolescente Marcus Vinicius da Silva, baleado durante operação da Polícia Civil no Complexo da Maré. Fernando Frazão/Agência Brasil

Compartilhar:

Tiros vieram do blindado, disse adolescente à mãe, antes de morrer

Publicado em 21/06/2018 - 17:39

Por Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

A mãe do estudante Marcus Vinicius da Silva, morto ontem (20), após ser baleado durante operação policial no Complexo da Maré, relatou que o jovem disse a ela que o tiro partiu de um blindado da polícia. Bruna Silva contou que falou com o jovem enquanto ele ainda estava lúcido, dentro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

 

Velório do adolescente Marcus Vinicius da Silva, baleado durante operação da Polícia Civil no Complexo da Maré.
Velório do adolescente Marcus Vinicius da Silva, baleado durante operação da Polícia Civil no Complexo da Maré, no Palácio da Cidade, em Botafogo, Zona Sul do Rio. - Fernando Frazão/Agência Brasil

"O meu filho falou: mãe eu tomei um tiro. Eu sei quem atirou em mim, eu vi. Foi o blindado, ele não me viu com a roupa de escola", contou Bruna, durante o velório, realizado na tarde desta quinta-feira (21), no Palácio da Cidade, uma das sedes da prefeitura do Rio. Ela disse que a ambulância demorou cerca de uma hora para resgatar o filho baleado, pois não teria recebido autorização da polícia para entrar na comunidade.

"Não tinha uma ambulância na UPA. A ambulância demorou uma hora. Ela nem chegou a entrar. Os policiais mandaram ela voltar, da Avenida Brasil. O meu filho estava lúcido, estava bem. Só que quando a ambulância chegou, ele já estava roxo, pálido e gelado", relatou Bruna.

 

O prefeito Marcelo Crivella fala no velório do adolescente Marcus Vinicius da Silva, baleado durante operação da Polícia Civil no Complexo da Maré.
O prefeito Marcelo Crivella no velório do adolescente - Fernando Frazão/Agência Brasil

Colegas de Marcus Vinicius compareceram ao velório e ao enterro, no Cemitério São João Batista, em Botafogo. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, lamentou a morte do estudante e pediu investigação rigorosa.

Procurada, a Polícia Civil não se posicionou sobre as acusações da mãe do adolescente. Disse apenas que a Delegacia de Homicídios da Capital abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Marcus Vinicius.

"A perícia de local foi realizada e está prevista uma reconstituição dos fatos para determinar de onde partiu o tiro que atingiu o estudante. Todos os protocolos de investigação serão adotados rigorosamente", informou em nota.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias