Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Rio registra menos mortes violentas em setembro

Publicado em 15/10/2018 - 16:50

Por Vinicius Lisboa - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

O estado do Rio de Janeiro teve menos mortes violentas em setembro deste ano, informou hoje (15) o Instituto de Segurança Pública (ISP), vinculado à Secretaria Estadual de Segurança. No mês passado, 504 pessoas no estado foram vítimas de homicídios dolosos, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte ou mortes decorrentes de intervenção policial.

O número representa queda de 13% em relação a setembro de 2017, mês que teve 578 casos; e de 9% ante agosto de 2018, quando as mortes violentas somaram 552 casos. 

Entre as ocorrências que compõem esse indicador, os homicídios dolosos recuaram 17% na comparação com o mesmo mês do ano passado, mas aumentaram 6% frente aos dados de agosto. Segundo o ISP, foram registrados 380 homicídios dolosos em setembro. 

As mortes decorrentes de intervenção policial – 108 casos – tiveram queda de 38% em relação a agosto, quando foram contabilizados 175 casos. Na comparação com setembro do ano passado, houve alta de 2%. O Rio de Janeiro teve ainda 11 casos de latrocínio e cinco de lesão corporal seguida de morte.

Já os casos de estupro tiveram alta. Foram registrados 489 crimes desse tipo em setembro deste ano, 13% a mais que no mês anterior e 7% acima de setembro de 2017.  

Os dados do ISP mostram redução dos crimes contra o patrimônio no mês passado. Os roubos de carga caíram pelo terceiro mês seguido e chegaram a 577 casos. O número representa queda de 15% em relação a setembro de 2017 e é o menor registrado desde setembro de 2015. 

Houve redução de 8% nos casos de roubo de rua em relação a setembro de 2017, e os roubos de veículos caíram 6%. Esse último crime, no entanto, cresceu na comparação com agosto de 2018.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias