Digite sua busca e aperte enter

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) recolhe toneladas de peixes mortos da Lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul do Rio de Janeiro. A mortandade atingiu principalmente as savelhas, peixes mais fracos quando falta oxigenação na água. Tânia Rêgo/Agência Brasil

Compartilhar:

Rio conclui retirada de peixes mortos da Lagoa Rodrigo de Freitas

Publicado em 23/12/2018 - 13:44

Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) encerrou na manhã deste domingo (23) a grande operação de retirada de peixes mortos na Lagoa Rodrigo de Freitas, totalizando, até as 11h,  89,23 toneladas.

Em nota, a companhia informou que se mantém mobilizada e preparada para o caso haja uma nova mortandade de principalmente savelhas. No momento, a equipe foi reduzida e está fazendo apenas a limpeza residual.

Foram praticamente quatro dias de trabalho, com a Comlurb mobilizando durante todo esse período 662 profissionais, sendo  601 garis e 61 agentes de limpeza urbana. O trabalho contou com o uso de quatro catamarãs para recolher os peixes mortos que boiavam no espelho d´água.

 

 

 

Edição: Valéria Aguiar

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias