Digite sua busca e aperte enter

Erick Pulgar marca o primeiro gol do Chile contra o Japão   REUTERS/Ueslei Marcelino/Direitos Reservados Reuters/Ueslei Marcelino/Direitos Reservados

Compartilhar:

Morumbi tem karaokê e ola em goleada do Chile

Time sul-americano venceu Japão em estádio com muitos lugares vazios

Publicado em 17/06/2019 - 22:33

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil São Paulo

Pouco mais de 23,2 mil pessoas assistiram na noite de hoje (17), no estádio do Morumbi, em São Paulo, o jogo entre Chile x Japão, pela Copa América. O jogo terminou com uma vitória chilena elástica por 4 a 0, repetindo o resultado de ontem da vitória uruguaia sobre o Equador, todos do mesmo grupo. Foram as maiores goleadas da competição até o momento.

Erick Pulgar abriu o placar marcando de cabeça aos 40 minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, Vargas marcou duas vezes (aos 8 e aos 37 minutos) e Alexis Sánches (36 minutos) definiu o placar.

Apesar do pouco público e de serem visíveis poltronas vazias, a torcida fez a festa no estádio. Em maior peso, a torcida chilena não parou de gritar em homenagem à sua seleção. Não faltou também o tradicional grito da torcida: Chi chi chi Le le le Viva Chile. No início do jogo, durante o hino, a voz dos chilenos fez o estádio vibrar e eles seguiram cantando, à capela, mesmo após a versão reduzida nos alto-falantes ter se encerrado.

A torcida japonesa, em menor número e mais dispersa, também gritou para incentivar o time em diversas oportunidades, geralmente acompanhada com gritos de motivação e palmas. Mesmo perdendo, os gritos da torcida japonesa foram maiores no segundo tempo, quando o Japão desperdiçou algumas oportunidades de gol.

A torcida esta noite vibrou muito mais que no jogo de abertura no mesmo Morumbi, quando a seleção brasileira enfrentou e venceu a Bolívia por 3 a 0. Lotado naquela ocasião, com público de 47 mil pessoas, houve pouca vibração naquela noite, apesar da vitória brasileira. Na maior parte do tempo, o silêncio se fez presente, com exceções para os gols e para uma grande vaia ao final do primeiro tempo. Desta vez, no mesmo estádio e com público muito menor, não houve espaço para silêncio. A seleção chilena fez a festa no Morumbi. O tempo todo.

Nessa grande festa, rolou até um rápido karaokê, antes do início da partida, com uma torcedora cantando a música sertaneja Evidências, um clássico dos karaokês no Brasil e até uma ola por volta dos 30 minutos do segundo tempo - uma espécie de coreografia em que a torcida vai levantando aos poucos, com os braços para cima, simulando uma onda.

O jogo de hoje encerrou a primeira rodada da primeira fase da competição. Amanhã, a seleção brasileira volta a campo para enfrentar a Venezuela, em Salvador, já pela segunda rodada. No sábado que vem, ela volta a São Paulo, na Arena Corinthians, para enfrentar o Peru, no último jogo da primeira fase.

O Chile e o Japão, que estão no grupo C da Copa América, ainda enfrentarão o Uruguai e o Equador na primeira fase.

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias