Você está aqui

Líder talibã está morto, diz porta-voz do serviço secreto afegão

  • 29/07/2015 15h31publicação
  • Cabullocalização
Da Agência Lusa

O líder talibã mulá Omar está morto, anunciou hoje (29) em Cabul, um porta-voz do serviço de informação do Afeganistão, citado pela agência de notícias France-Presse (AFP). “O mulá Omar está morto. Morreu num hospital de Karachi [Sul do Paquistão] em abril de 2013, em circunstâncias misteriosas”, disse Haseeb Sedigi, à AFP, após rumores sobre a morte do chefe supremo dos talibãs.

Os talibãs não confirmaram nem desmentiram oficialmente a morte do mulá Omar, que não é visto em público desde 2001.

Desde essa data, e no decorrer de um sangrento conflito, cuja intensidade não diminuiu, diversos boatos, não confirmados, davam como certa a morte do chefe talibã, que, segundo fontes, refugiou-se no  Paquistão, país vizinho, após a queda do regime.

Os rumores ganharam força no dia de hoje, dois dias antes de um próximo ciclo de discussões entre Cabul e os talibãs, após as rodadas de negociação no início de julho em Murree, perto da capital paquistanesa, Islamabad.

Fonte do governo afegão tinha declarado anteriormente, sob anonimato, que o mulá Omar “morreu há dois anos, vítima de doença, e foi enterrado” no Sul do Afeganistão, na sua região de origem. Segundo a fonte, a morte foi confirmada ao governo afegão pelas autoridades paquistanesas. “Pelas informações que tenho, está morto”, admitiu à AFP um representante do Talibã, acrescentando não ter detalhes sobre as causas e a data exata da morte do líder.

A confirmação surge horas depois de o governo afegão ter anunciado que estava investigando as informações relativas à morte do mulá Omar.