Você está aqui

Estados Unidos, União Europeia e ONU suspendem sanções ao Irã

  • 16/01/2016 21h23publicação
  • Brasílialocalização
Da Agência Brasil*

Os Estados Unidos e a União Europeia decidiram suspender as sanções aplicadas ao Irã, logo após a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) confirmar que o país cumpriu todas as exigências do  acordo nuclear assinado em julho, em Viena.

 

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry Arquivo/Andrew Gombert/Lusa

Logo depois do anúncio da AIEA, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, anunciou que o país iria suspender as sanções contra o Irã, e os 28 estados-membros da União Europeia também fariam o mesmo. Em Viena, Kerry afirmou que “os compromissos dos Estados Unidos quanto à aplicação de sanções – conforme descritos no acordo nuclear de julho – já estão fazendo efeito”.

Também na capital austríaca, a alta representante da União Europeia para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini, disse que, “como o Irã cumpriu os seus compromissos, hoje as sanções econômicas e financeiras nacionais e multilaterais relacionadas com o programa nuclear do Irã são suspensas, como previsto”.

Os chefes da diplomacia dos Estados Unidos e da União Europeia, Kerry e Federica, e o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irã, Mohammad Javad Zarif, estiveram hoje (16), em Viena, para finalizar as conversações do acordo nuclear, assinado em julho passado, e que entra em vigor, depois de a AIEA haver confirmado o cumprimento de todas as medidas de redução das atividades atômicas exigidas à república islâmica.

Kerry se referiu a “um Médio Oriente mais seguro, porque foi reduzido o perigo de uma bomba nuclear. Cada um dos caminhos em direção a uma bomba nuclear foram fechados de forma verificável”, completou. Kerry também assinalou que, devido ao acordo, o tempo que o Irã necessitaria para desenvolver uma bomba atômica passou de dois a três meses para um ano, e que nunca o poderá fazer de forma secreta.

ONU também suspende sanções

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) também suspendeu as sanções ao Irã, depois da confirmação da AIEA. Foi a Espanha, como país presidente do comitê de sanções ao Irã, que anunciou o fim do regime de medidas contra Teerã, depois de ter recebido o relatório da AIEA, que dá "sinal verde" para iniciar o acordo nuclear assinado em Viena.

Tal como estava previsto, esse passo significa a dissolução do próprio comitê e a entrada em vigor de certas medidas contidas na Resolução 2.231 do Conselho de Segurança da ONU, que ratificou, em julho, o acordo nuclear.

* Com informações da Agência Lusa

Edição: Stênio Ribeiro