Você está aqui

Nevasca afeta mais de 50 milhões de pessoas no Leste dos Estados Unidos

  • 23/01/2016 08h29publicação
  • Atlanta (Estados Unidos)localização
Leandra Felipe - Correpondente da Agência Brasil/EBC
Pedestres param para tirar fotos em meio à tempestade de neve que atinge Washington e outras regiões dos Estados Unidos (Agência Lusa/Direitos Reservados)

Pedestres param para tirar fotos em meio à tempestade de neve que atinge Washington e outras regiões dos Estados UnidosAgência Lusa/EPA/Michael Reynolds/Direitos Reservados

Os estados do Leste dos Estados Unidos continuam em alerta devido à forte tempestade de neve iniciada na tarde dessa sexta-feira (22). Vários estados do Sul também foram afetados pela nevasca. A imprensa e os canais de comunicação das prefeituras de Washington e Nova York lançaram chamados para que os moradores não deixem suas casas durante o fim de semana. A região metropolitana atingida no Leste abrange mais de 50 milhões de pessoas.

“Quero ser muito clara com todos vocês, esta é uma grande tempestade, com implicações de vida ou morte”, alertou a prefeita de Washington, Muriel Bowser.

O transporte público não vai funcionar durante todo o fim de semana e mais de 6 mil voos permanecem cancelados, porque, segundo o serviço de meteorologia, a visibilidade foi reduzida a quase zero.

A neve acumulada na madrugada de hoje (23) pode atingir mais de 61 centímetros de espessura. Alguns veículos de comunicação relataram que pelo menos nove pessoas teriam morrido em consequência de acidentes de carro durante a nevasca, mas os canais oficiais ainda não haviam confirmado a informação até o começo da madrugada.

No Sudeste dos Estados Unidos e no Sul, os moradores também tiveram a rotina alterada. Em Atlanta, Georgia, as escolas e os estabelecimentos públicos e comerciais fecharam mais cedo para que os habitantes fossem para a casa. Nesses estados, a neve começou a cair depois das 18h, com uma mistura de neve e água. Isso não provoca acúmulo de neve, mas torna as rodovias extremamente perigosas e escorregadias.

Edição: Juliana Andrade