Você está aqui

Grupo protesta contra falta de diversidade na chegada para o Oscar 2016

  • 28/02/2016 22h02publicação
  • Los Angeles, Estados Unidoslocalização
Da Agência Lusa
Atriz Sofia Vergara

A atriz colombiana Sofía Vergara foui uma das primeiras a pisar no tapete vermelhoEPA/Paul Buck/Agência Lusa

O tapete vermelho do Oscar abriu hoje (29) as portas para a 88.ª edição dos prémios da Academia de Hollywood, enquanto nos arredores um grupo de manifestantes protestava pela falta de diversidade dos nomeados.

A estrela colombiana Sofía Vergara, Daisy Ridley (Star Wars: O despertar da força) e a indicada para melhor atriz coadjuvante Alicia Vikander (Garota dinamarquesa) foram algumas das primeiras figuras a pisar o tapete vermelho. Também já chegaram a equipe do filme húngaro Filho de Saul, favorito ao Oscar de melhor filme estrangeiro, e o diretor do filme Spotlight, Adam McKay.

Enquanto isso, dezenas de pessoas, convocadas pelo reverendo Al Sharpton, se concentraram nos arredores para contestar a falta de diversidade entre os indicados, uma vez que, pelo segundo ano consecutivo, não há qualquer ator negro nomeado para as categorias de interpretação.

“Esta será a última noite do Oscar completamente branco", disse o reverendo, segundo o jornal Variety.

Al Sharpton assegurou que se a situação não mudar no próximo ano, serão organizados mais protestos e os anunciantes serão pressionados.

A festa do oscar será apresentada pelo comediante negro Chris Rock, que se manteve longe da polêmica em torno da falta de diversidade nas lista de indicados deste ano.