Você está aqui

Superterça agita panorama eleitoral nos Estados Unidos

  • 01/03/2016 06h17publicação
  • Estados Unidoslocalização
José Romildo - Correspondente da Agência Brasil

Treze estados e um território norte-americano realizam hoje (1º) a Superterça, um dos dias mais importantes da fase que antecede a escolha dos candidatos que vão representar os partidos Democrata e Republicano nas eleições de novembro deste ano nos Estados Unidos.

A Superterça vai servir para demonstrar se os candidatos que estão liderando a disputa nos partidos Democrata, Hillary Clinton, e Republicano, Donald Trump, têm fôlego para continuar à frente da disputa, ou se vão ceder espaço para os demais candidatos.

Pelo Partido Democrata, o senador de Vermont, Bernie Sanders, que também é candidato, vem colocando pressão sobre Hillary. Sua principal crítica é a de que Hillary é alinhada do sistema financeiro, tendo recebido dos bancos grande parte do dinheiro que financia sua campanha. Entre os republicanos, Donald Trump disputa com os senadores da Florida, Marco Rubio, e do Texas, Ted Cruz, com o governador do Ohio, John Kasic, e com o neurocirurgião reformado Ben Carson.

Na disputa pela indicação para representar o Partido Republicano, Marco Rubio ontem (29) atacou Trump, dizendo que ele não representa os republicanos por ser um empresário e não ter tradição política. Segundo Rubio, a eleição presidencial de 2016 representa um “referendo sobre a identidade [dos Estados Unidos] como nação e como povo."

A característica mais marcante das eleições americanas, a partir da Superterça, é que a disputa deixou para trás estados de influência regional: Iowa, New Hampshire, Carolina do Sul e Nevada. A corrida passa a ser feita hoje em um terreno de influência nacional. Em alguns estados haverá eleições primárias, em que o eleitor vota diretamente em algum delegado. Em outros estados haverá assembleias que, nos Estados Unidos, são denominadas caucuses. Nas primárias, os eleitores são independentes. No caso dos caucuses, os eleitores são militantes partidários.

Haverá estados onde os partidos Democrata e Republicano realizam primárias: Alabama, Arkansas, Georgia, Massachussets, Oklahoma, Tennessee, Texas, Vermont e Virginia. Os republicanos e democratas também farão caucuses em dois estados: Colorado e Minnesota. Em dois estados, porém, só os republicanos realizarão os caucuses: Alasca e Wyoming. Os democratas farão uma assembleia (caucus) no território de Samoa Americana.

Serão escolhidos, nesta Superterça-feira, 865 delegados democratas e 661 delegados republicanos. Entre os democratas, o número de delegados escolhidos hoje representa um terço do necessário para a indicação do candidato que representará o partido nas eleições deste ano. Entre os republicanos, o número de delegados será a metade do necessário para representar o Partido Republicano nas eleições para presidente dos Estados Unidos.

Edição: Graça Adjuto