Líder da oposição peruana, Keiko Fujimori volta a ser detida

Ela é acusada de receber ilegalmente fundos da Odebrecht

Publicado em 29/01/2020 - 09:07 Por NHK* - Lima

A líder da oposição peruana, Keiko Fujimori, pode ficar presa por até 15 meses. Ela é suspeita de receber ilegalmente fundos da empreiteira brasileira Odebrecht.

Nessa terça-feira (28), promotores peruanos anunciaram a prisão de Fujimori, que poderá ficar detida por 15 meses sob a suspeita de receber cerca de US$ 1 milhão em fundos ilegais da empreiteira. Eles afirmam ainda que ela poderia destruir evidências.

Filha do ex-presidente Alberto Fujimori, Keiko havia sido libertada em novembro.

*Emissora pública de televisão do Japão

Edição: -

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias