Você está aqui

PSDB oficializa Aécio Neves como candidato a presidente da República

  • 14/06/2014 15h34publicação
  • 14/06/2014 20h36atualização
  • São Paulolocalização
Flávia Albuquerque e Bruno Bocchini - Repórteres da Agência Brasil
PSDB confirma Aécio como candidato a presidente da República

PSDB confirma Aécio Neves como candidato a presidente da RepúblicaGeorge Gianni/Divulgação PSDB

Em convenção nacional, o PSDB oficializou hoje (14) a candidatura do senador e presidente do partido, Aécio Neves (MG), à Presidência da República nas eleições de outubro. Dos 451 delegados votantes, 447 aprovaram a candidatura de Aécio, três votaram em branco e um nulo. A legenda não definiu o nome do candidato à Vice-Presidência. 

Em discurso de 20 minutos, Aécio disse que pretende promover o “reencontro do Brasil”, defendeu o controle da inflação, o combate à corrupção, fez críticas ao atual governo e elogiou a gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“A minha responsabilidade, se já era grande, hoje é ainda maior. Se coube a JK [Juscelino Kubitschek], há 60 anos, permitir o reencontro do Brasil com desenvolvimento, coube a Tancredo [Neves], 30 anos depois, fazer o país se reencontrar com a democracia. Outros 30 anos se passaram, agora vamos conduzir o país à decência.”, disse.

Para Aécio, o controle da inflação está sendo perdido, além de mencionar as denúncias de irregularidades envolvendo a Petrobras. “No lugar de um novo e prometido salto, perdemos o rumo. Inflação está de volta atrasando a agenda nacional. O Brasil não aceita mais o Estado cooptado e aparelhado. Quer o fim dos escândalos em série e corrupção endêmica. Por todo território nacional, vemos um enorme cemitério de obras inacabadas”, disse.

O ex-governador de São Paulo e ex-ministro da Saúde, José Serra, disse que a candidatura de Aécio representa as mudanças que o Brasil deseja. “Nós acreditamos em valores que constroem e precisamos saber conviver com as diferenças. O PSDB não nasceu para destruir e sim para servir ao país. Os brasileiros querem mais verdade, tolerância, competência e não mais frustrações”, disse Serra, que foi o candidato do PSDB nas eleições presidenciais de 2010.

Na avaliação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o momento é de ouvir a voz do povo. “É preciso ouvir a voz das ruas que clamam por mudança e que cansaram de corrupção, mentira e distanciamento do povo. Aécio sabe ouvir a população, sabe atrair as pessoas, porque sentem confiança nele. Nós precisamos ganhar a confiança do povo que quer um futuro diferente”.

O senador Aloysio Nunes Ferreira ressaltou que os brasileiros pedem mudanças, criticou a gestão de Dilma Rousseff e disse que o cenário eleitoral é diferente do da última campanha em 2010. “Não nos conformamos com a volta da inflação e os brasileiros estão chocados com as notícias de corrupção”, disse.  Estiveram presentes na convenção os governadores Geraldo Alckmin (São Paulo) e Beto Richa (Paraná).

Nascido em 10 de março de 1960, em Belo Horizonte, Aécio Neves é economista pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais. É filho de Inês Maria e do ex-deputado federal Aécio Ferreira da Cunha e neto do ex-presidente da República Tancredo Neves e do deputado federal Tristão da Cunha.

Foi eleito senador da República por Minas Gerais em 2010. Governou o estado por dois mandatos (2003 a 2010) e foi deputado federal por 16 anos, tendo presidido a Câmara dos Deputados. Aécio Neves foi eleito presidente nacional do PSDB em de maio de 2013.

Edição: Carolina Pimentel