Você está aqui

Recordes de César Cielo sobrevivem a mais uma olimpíada

  • 13/08/2016 01h04publicação
  • Rio de Janeirolocalização
Vinícius Lisboa - repórter da Agência Brasil

Os recordes olímpico e mundial do nadador brasileiro César Cielo na prova de 50 metros livre passaram pelos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro sem serem batidos.

Cielo conquistou o ouro em Pequim em 2008 e estabeleceu o recorde olímpico de 21.30, que não foi superado pelos campeões de Londres nem do Rio de Janeiro. O nadador brasileiro detém ainda o recorde mundial de 20.91, estebelecido em São Paulo, em 2009.

Medalhista de ouro na prova disputada ontem (12), o americano Anthony Ervin terminou os 50 metros com 21.40. Na semifinal, o francês Florent Manaudou, que foi medalha de prata, havia chegado mais perto e feito 21.32.

Nos jogos de Londres, Manadou também se aproximou do tempo de Cielo, com 21.34 na final. Ele foi o campeão da prova, enquanto o brasileiro recebeu a medalha de bronze com 21.59.

César Cielo também é dono do recorde mundial dos 100 metros livre, com 46.91. O recorde olímpico nessa prova, porém, é do australiano Eamon Sullivan, que concluiu o percurso em 47.05 em Pequim. Nos jogos do Rio, a medalha de ouro foi conquistada com o tempo de 47.58 pelo australiano Kyle Chalmers.

Representante do Brasil na final dos 50 livre neste ano, Bruno Fratus terminou em sexto, com 21.79. Já nos 100 metros livre, Marcelo Chierighini ficou em oitavo, com 48.41.


 

Edição: Fábio Massalli