Você está aqui

Caixa adia abertura do capital de subsidiária de seguros

  • 01/10/2015 17h30publicação
  • Brasílialocalização
Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil

As instabilidades no mercado financeiro levaram a Caixa Econômica Federal a adiar a abertura de capital (oferta de ações no mercado) da Caixa Seguridade, subsidiária de seguros do banco. A operação estava prevista para ocorrer ainda este ano.

Em nota, a Caixa não informou nova data para a oferta pública inicial de ações (IPO na sigla em inglês). “A Caixa informa que, considerando o momento atual do mercado, decidiu adiar o lançamento da oferta pública inicial de ações de sua subsidiária integral Caixa Seguridade Participações S.A.”. 

Há dois dias, o secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, tinha dito que a equipe econômica estava acompanhando semanalmente as condições de mercado para decidir o momento em que abrirá o capital da subsidiária. Caso o governo levasse o processo adiante, a instabilidade no mercado poderia fazer o Tesouro levantar menos recursos do que esperava com a venda das ações.

Assim como o IPO do Instituto de Resseguros do Brasil, a abertura de capital da Caixa Seguridade é um dos instrumentos da equipe econômica para reforçar o caixa neste ano. O valor que o governo espera obter com as operações não foi divulgado. Apenas está dentro da estimativa oficial de R$ 35,8 bilhões de receitas extraordinárias que o governo espera obter em 2015.

Caso a operação da subsidiária da Caixa fique para 2016, o governo terá de reduzir a projeção de receitas e fazer novos cortes no orçamento no próximo Relatório de Receitas e Despesas, documento que orienta a execução orçamentária, que será divulgado em novembro.

Edição: Armando Cardoso