Você está aqui

CMN aumenta prazo para caminhoneiros refinanciarem débitos

  • 28/01/2016 19h29publicação
  • Brasílialocalização
Mariana Branco - Repórter da Agência Brasil

O Conselho Monetário Nacional (CMN) oficializou hoje (28) um período maior para caminhoneiros que desejam refinanciar seus débitos. O prazo, que havia terminado em 30 de dezembro do ano passado, agora valerá até 30 de junho deste ano. A decisão do colegiado cumpre o que estava previsto na Medida Provisória 707, publicada no final de 2015.

O Procaminhoneiro é um programa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para aquisição de caminhões novos e usados de fabricação nacional com o objetivo de modernizar a frota brasileira. O Ministério da Fazenda ressaltou que a mudança foi apenas na data, sendo que todas as demais condições financeiras do programa permanecem inalteradas.

Também na reunião desta quinta-feira, o CMN eliminou, por questões formais, a subdivisão nos limites financeiros para financiamento a projetos de mobilidade urbana no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Os valores para contratação de crédito tinham três patamares: R$ 12,2 bilhões, R$ 7,2 bilhões e R$ 2 bilhões. Segundo a Fazenda, porém, “foram apontados obstáculos operacionais em se atualizar os limites de cada inciso”, e, por isso, passará a ser utilizado apenas o limite global de R$ 21,4 bilhões. 

Edição: Fábio Massalli