Você está aqui

Começa por Goiás o desligamento da TV analógica

  • 15/02/2016 21h16publicação
  • Brasílialocalização
Sabrina Craide – Repórter da Agência Brasil
televisão

Em Rio Verde (GO), a Rede Vida, Canção Nova e Record News só são transmitidas agora em sinal digitalVValter Campanato/Agência Brasil

O sinal da TV analógica de três emissoras foi desligado hoje (15) em Rio Verde (GO), cidade escolhida como piloto para a digitalização do sinal de televisão no país. As outras emissoras que atuam na cidade terão até o dia 29 deste mês para digitalizar o sinal em definitivo.

A decisão de desligar parcialmente o sinal na cidade foi tomada hoje (15), em reunião do Grupo de Implantação da TV Digital (Gired), que reúne representantes do governo, radiodifusores e operadoras de telecomunicações, mesmo não tendo sido atingido o percentual de 93% de digitalização em todo o município, o que era considerado condição para haver o desligamento total do sinal analógico. Com a mudança, essas emissoras passam a operar somente no sinal digital e só podem ser assistidas por televisores compatíveis com o sinal digital. Nos aparelhos antigos, sem conversor, a programação deixa de ser recebida.

Segundo o conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Rodrigo Zerbone, presidente do Gired, cerca de 87% das casas já estão recebendo o sinal digital na cidade. “Mas considerando que Rio Verde é um piloto, que o nível de conhecimento da população do processo é muito alto e que a credibilidade do processo tem que ser preservada, decidimos iniciar imediatamente o processo de desligamento e concluir até o final do mês”, disse Zerbone à Agência Brasil.

As emissoras que não estão mais transmitindo em sinal analógico são a Rede Vida, a Canção Nova e a Record News. As emissoras Band, Record, Globo e SBT deverão desligar o sinal analógico até o dia 29 de fevereiro. “Elas têm a liberdade de desligar em qualquer dia, mas até o dia 29 todas devem estar desligadas”, esclareceu Zerbone. A conclusão do desligamento na cidade goiana acontecerá mediante a realização de nova pesquisa que confirme as projeções de distribuição dos conversores e atingimento do percentual de domicílios aptos a receber o sinal digital terrestre.

Inicialmente, o início do desligamento na cidade goiana estava previsto para o dia 29 de novembro do ano passado, mas a ação foi adiada para hoje porque a meta de 93% de domicílios aptos a receber o sinal de TV digital aberto não foi atingida.

O restante do cronograma para o desligamento foi mantido pelo Gired. Em outubro deste ano, Brasília e cidades do entorno do Distrito Federal vão fazer a transição. No decorrer de 2017 será a vez de todas as capitais da Região Sudeste, além de Goiânia, Salvador, Recife e Fortaleza. Outras cidades do estado de São Paulo e do Nordeste passarão pela mudança no próximo ano. Em 2018, a transição para o sinal de TV digital vai incluir as capitais e outras cidades das Regiões Sul, Centro-Oeste e Norte, todo o interior dos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Para a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), este é um momento importante para a radiodifusão, pois é a primeira etapa para o fim das transmissões analógicas em todo o Brasil. “A Abert reitera o compromisso com o desligamento do sinal analógico nas condições e cronograma determinados pelo Ministério das Comunicações, garantindo a cobertura e acesso da população à TV aberta e gratuita”, diz a entidade.

Segundo o Ministério das Comunicações, a distribuição dos conversores para as famílias cadastradas nos programas sociais do governo federal continuará em Rio Verde, mesmo com o desligamento do sinal analógico.

Edição: Maria Claudia