Você está aqui

Samarco entrega nova versão do plano de recuperação ambiental ao Ibama

  • 17/02/2016 19h04publicação
  • Brasílialocalização
Maiana Diniz – Repórter da Agência Brasil

A mineradora Samarco, responsável pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), no dia 5 de novembro, protocolou no fim da tarde de hoje (17) uma versão atualizada do Plano de Recuperação Ambiental para as regiões afetadas pelo desastre. As complementações no documento foram uma exigência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que informou por meio de nota que o novo plano será reavaliado pela equipe técnica do instituto.

O primeiro Plano de Recuperação Ambiental feito pela Samarco para a região foi entregue no dia 18 de janeiro. Em 27 de janeiro, o Ibama encaminhou um ofício à mineradora exigindo que a empresa apresentasse até o final da tarde desta quarta-feira as atualizações e complementações no documento, avaliado como “superficial” pela equipe técnica do órgão.

Mariana (MG) - Rompimento de duas barragens da mineradora Samarco na última quinta-feira (5). Em meio ao cenário de muita lama, barro e destruição, o que restou lembra uma cidade fantasma (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Ibama exigiu que primeiro Plano de Recuperação Ambiental feito pela Samarco recebesse complementações e atualizaçõesAntonio Cruz/ Agência Brasil

Em nota técnica, a equipe avaliou que o levantamento dos impactos havia sido feito de maneira genérica pela Samarco, sem considerar o imenso volume de informações produzidas e disponíveis até o momento. "O diagnóstico dos danos é extremamente superficial", diz a nota. As ações propostas foram classificadas como "pouco detalhadas e pouco fundamentadas do ponto de vista metodológico e científico".

A Samarco informou que o documento atualizado foi desenvolvido pela consultoria Golder Associates, “com expertise em engenharia, meio ambiente e emergências ambientais” e que o plano contém informações relacionadas aos impactos identificados e às ações recomendadas para a recuperação ambiental.

Segundo a mineradora, as ações constantes do plano têm sido debatidas pela Samarco com os órgãos e entidades ambientais dos governos dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Vistorias
O Ibama informou que na quinta-feira (18) e sexta-feira (19) vai fazer vistorias na região de Barra Longa, uma das mais atingidas pelo desastre. O órgão também programou uma vistoria de constatação do término das principais obras de contenção dos rejeitos remanescentes da barragem de Fundão para a próxima segunda-feira (22) .

Edição: Fábio Massalli