Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Refugiados são encontrados mortos dentro de caminhão na Áustria

Publicado em 27/08/2015 - 11:07

Por Da Agência Lusa Viena

Especialistas forenses investigam caminhão encontrado em rodovia, na Áustria, com pelo menos 50 refugiados mortos

Especialistas forenses investigam caminhão encontrado em rodovia, na Áustria, com pelo menos 50 refugiados mortosRoland Schlager/APA/Agência Lusa

Pelo menos 50 refugiados morreram asfixiados em um caminhão frigorífico, encontrado em uma autoestrada da Áustria, informou hoje (27) a polícia austríaca. Os refugiados viajavam ilegalmente.

Os corpos foram encontrados em um caminhão abandonado na autoestrada A4, entre o Lago Neusiedl e a localidade de Pandorf, no estado de Burgenland, na fronteira com a Hungria.

Em entrevista à imprensa, o diretor da polícia do estado, Hans Peter Doskozil, afirmou que o número ainda não é exato e pode variar de 20 a 50. A polícia procura o motorista do veículo.

A ministra austríaca do Interior, Johanna Mikl-Leitner, afirmou, na cidade de Eisenstadt, que "os traficantes de pessoas são criminosos" e prometeu que tudo será feito para encontrar os responsáveis.

 A chanceler alemã, Angela Merkel, declarou que o caso é um aviso para que a Europa enfrente a crise migratória, informou a agência de notícias France Presse (AFP).

"Fomos todos abalados pelas notícias horríveis de que até 50 pessoas morreram, pessoas que vinham à procura de segurança", disse a chefe do governo alemão em uma cúpula com líderes da região, em Viena.

"É a minha convicção firme que a Europa, como continente rico, é capaz de resolver o problema" da chegada em massa de pessoas que fogem de conflitos, afirmou Angela Merkel.

"Os países de trânsito nos Balcãs ocidentais enfrentam desafios enormes", afirmou a líder alemã, defendendo que a União Europeia tem "responsabilidade de os ajudar".

Os chefes de governo da Alemanha e da Áustria, Angela Merkel e Werner Faymann, respetivamente, pediram hoje que os líderes europeus trabalharem para resolver o problema dos refugiados com solidariedade, acrescentou a agência espanhola EFE.

O chefe de Governo austríaco disse que é necessário chegar a um acordo sobre uma "distribuição justa, com cotas obrigatórias" das pessoas entre os países-membros da União Europeia.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas notícias