Você está aqui

Morre juiz conservador Antonin Scalia, membro da Suprema Corte dos EUA

  • 13/02/2016 23h23publicação
  • Estados Unidoslocalização
José Romildo – Correspondente da Agência Brasil

O juiz Antonin Scalia, da Suprema Corte dos Estados Unidos, morreu hoje (13) aos 79 anos. De viés conservador, Salia era uma das personalidades mais importantes do mundo do direito norte-americano.

Em um comunicado, divulgado pelo site da Suprema Corte, o juiz John Roberts disse que ele e outros ministros ficaram “tristes” ao saber da morte de Scalia.

"Ele era uma pessoa extraordinária e jurista admirado e estimado por seus colegas", disse Roberts. "Sua morte é uma grande perda para o tribunal e para o país que ele tão fielmente serviu”.

Nomeado para a corte em 1986, pelo presidente Ronald Reagan, Scalia rapidamente se tornou um dos conservadores mais francos do tribunal, servindo como um adversário firme dos direitos dos homossexuais e do direito ao aborto. "O aborto e a conduta homossexual. Ninguém jamais pensou que esses tópicos deveriam estar contidos em uma declaração de direitos [humanos]”, disse ele ao ser questionado sobre esses temas.

A morte de Scalia em um ano eleitoral constitui mais um problema na luta entre candidatos para assumir um lugar na Corte. A nomeação de um novo juiz é tarefa ainda mais complicada no atual contexto político norte-americano, em que um presidente democrata é constantemente desafiado por um Senado dominado por republicanos.

Edição: Fábio Massalli