Você está aqui

Dilma Rousseff: ajuste nas contas públicas é necessário para país crescer

  • 01/01/2015 16h14publicação
  • Brasílialocalização
Mariana Branco - Repórter da Agência Brasil
A presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de posse no Congresso Nacional (Antonio Cruz/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de posse no Congresso Nacional Antonio Cruz/Agência Brasi

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (1º), em seu discurso na Câmara dos Deputados, após tomar posse para o segundo mandato, que a credibilidade e a estabilidade da economia são importantes e que é necessário um ajuste nas contas públicas para que o país volte a crescer.

“Os primeiros passos dessa caminhada [para voltar a crescer] passam por ajuste nas contas públicas e aumento da poupança interna. Faremos isso com o menor sacrifício possível para a população. Vamos, mais uma vez, derrotar a falsa tese de que há conflito entre estabilidade econômica e investimento social”, declarou a presidenta.

Dilma disse ainda que seu governo monitorará a inflação. “Em todos os anos do meu primeiro mandato, a inflação permaneceu abaixo do teto da meta e assim vai continuar”. Segundo ela, as reservas internacionais e os investimentos diretos no país estão em patamares favoráveis, e, em seu segundo mandato, o ambiente para negócios e atividade produtiva se tornará ainda melhor.

A presidenta anunciou que encaminhará ao Congresso Nacional projeto de lei criando um mecanismo de transição entre as categorias do Simples (regime de pagamento de impostos para pequenos empresários) e os demais regimes tributários. “Vamos acabar com o abismo tributário que faz os pequenos negócios terem medo de crescer”, discursou.

Edição: José Romildo