Você está aqui

Migrações: Suécia teve aumento recorde da população em 2015

  • 22/02/2016 10h34publicação
  • Copenhaguelocalização
Da Agência Lusa

A Suécia registrou aumento recorde da população entre 2014 e 2015, cerca de 1%, devido à onda de refugiados que chegaram ao país, informou hoje (22) o Gabinete Nacional de Estatísticas sueco.

A população da Suécia era, em 31 de dezembro de 2015, de 9.851.017 pessoas, mais 103.662 do que em 2014, segundo os números citados pela agência EFE.

O recorde anterior de crescimento populacional no país de um ano para outro era de mais 1.171 pessoas e foi registrado de 2013 para 2014.

O saldo positivo de imigrantes em 2015 foi de 78.410 pessoas, ou seja, 77% do total do aumento populacional.

O rápido aumento da chegada de refugiados, a partir do fim do verão de 2015, reverteu a tendência de crescimento demográfico que, até junho, era inferior à registrada no mesmo período de 2014.

Um em cada quatro imigrantes que chegaram à Suécia em 2015 era procedente da Síria, segundo o Gabinete.

A Suécia recebeu 163 mil pedidos de asilo em 2015, o valor per capita mais alto de toda a União Europeia, o que levou a alterações na política de asilo, com um endurecimento dos critérios para a concessão do Estatuto de Refugiado, e à reintrodução de controles fronteiriços.

O ministro do Interior, Anders Ygeman, anunciou em janeiro que o governo prevê a expulsão de 60 mil a 80 mil dos candidatos a asilo que entraram no país no ano passado.

“Já que o tempo de tramitação para a concessão de autorização de residência supera frequentemente um ano, muitos dos que vão receber só serão contabilizados como imigrantes em 2016 ou 2017”, explicou o Gabinete de Estatísticas.

Os números oficiais mostram também que, pela primeira vez desde que existem registros demográficos no país, a população masculina supera a feminina, entre outras razões porque a maioria dos imigrantes é homem.