Você está aqui

Turismo gera 5% do PIB na União Europeia e é tema de debate

  • 27/09/2017 10h25publicação
  • Lisboalocalização
Marieta Cazarré - Correspondente da Agência Brasil

Países como a França, Alemanha e Itália estão entre os destinos turísticos mais visitados do mundo. O turismo é uma importante fonte de crescimento econômico na União Europeia (UE), gerando mais de 5% do Produto Interno Bruto (PIB).

Hoje (27), Dia Mundial do Turismo, o Parlamento Europeu se reúne em Bruxelas, na Bélgica, para debater desafios do setor, como o impacto no meio ambiente e na vida local, empregos precários e aumento da concorrência de países fora da UE.

A conferência de alto nível reúne líderes políticos e representantes do setor para debater como atrair mais investimento, melhorar o ambiente de negócios e promover a Europa como o primeiro destino turístico do mundo.

Apenas em 2014, 582 milhões de turistas visitaram países da União Europeia. De acordo com informações do Parlamento Europeu, o turismo na UE representa, direta e indiretamente, cerca de 10% do PIB e dos empregos na Europa.

O setor também gera recursos em outros setores-chave, como agricultura, alimentos, transportes, construção, indústrias culturais e criativas, têxteis e construção naval. Numa época em que muitos postos de trabalho estão sendo substituídos por máquinas, o turismo continua sendo um setor que necessita de mão de obra humana e que gera muitos empregos.

De acordo com o Conselho Mundial de Turismo e Viagens, mais de 5 milhões de novos empregos ligados ao turismo podem ser criados na União Europeia nos próximos dez anos. Cerca de 20% desses empregos vão para jovens com menos de 25 anos. O número de turistas internacionais deverá duplicar, de 1,1 bilhão para mais de 2 bilhões, até 2030. Metade desses turistas será de origem asiática.

Dados sobre o turismo chinês, por exemplo, impressionam. Em 2016, a indústria turística chinesa contribuiu com 10,26% do PIB. No mesmo ano, cerca de 122 milhões de chineses viajaram ao exterior, um aumento de 12% comparado a 2015, e a China recebeu 138 milhões de visitantes estrangeiros, um crescimento de 3,8% em relação ao ano anterior.

Até o final da década de 1990, a Europa recebia mais da metade dos turistas do mundo. Atualmente, embora continue sendo o destino número 1, registra apenas 42% e deve chegar a 30% até 2030.

Brasil

De acordo com informações do Ministério do Turismo (Mtur) brasileiro, a participação do setor no PIB do país era, em 2014, de 3,5% (R$ 182 bilhões). O Brasil estava em nono lugar entre as economias do turismo no mundo. O setor respondia por 8,8 milhões de empregos diretos e indiretos no país, ou 8,8% do total de postos.

Ainda em 2014, a área de turismo movimentou US$ 7,6 trilhões no mundo, o que representava 10% de toda a riqueza gerada no período. Além disso, o setor era responsável por 277 milhões de empregos, ou um a cada 11 na economia global.

O Rio de Janeiro é a cidade que mais atrai turistas para o Brasil. De acordo com dados do Mtur, o turismo responde por 4% do PIB do estado.

Turismo sustentável

A Organização Mundial do Turismo (OMT), agência das Nações Unidas, declarou 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável. O principal objetivo é destacar o potencial do setor para o desenvolvimento econômico sustentável, a geração de empregos, redução da pobreza, proteção ambiental, defesa do patrimônio cultural, entre outras estratégias.

Segundo as Nações Unidas, o turismo responde por 7% das exportações mundiais e por 10% do Produto Interno Bruto (PIB) global.

Edição: Graça Adjuto