Você está aqui

Procurador pede que parentes de Cunha sejam processados por Sérgio Moro

  • 04/03/2016 19h50publicação
  • Brasílialocalização
André Richter – Repórter da Agência Brasil
Brasília - STF retoma julgamento dos embargos infringentes de condenados na Ação Penal (AP) 470, o mensalão. Na foto, procurador-geral da República, Rodrigo Janot (José Cruz/Agência Brasil)

Rodrigo Janot diz que a mulher de Cunha, Cláudia Cruz,  e  a filha, Danielle. devem  ser  processadas

pelo  juiz  Sérgio  Moro     Arquivo/Agência  Brasil

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu hoje (4) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que Cláudia Cruz e Danielle Cunha, mulher e filha do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sejam processadas pelo juiz federal Sérgio Moro, titular as investigações da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal em Curitiba. O pedido consta da denúncia contra Cunha, apresentada nesta sexta-feira ao Supremo.

De acordo com o procurador, a mulher e a filha de Eduardo Cunha devem responder às acusações na primeira instância da Justiça Federal por não terem foro especial por prerrogativa de função. Segundo a denúncia apresentada contra o presidente da Câmara, Cláudia e Danielle, que também são investigadas com o marido e pai no Supremo, foram beneficiadas pelos recursos que estavam depositados em contas na Suíça atribuídas a Cunha.

Segundo a denúncia, US$ 165 mil foram encontrados em conta na Suíça atribuída à mulher de Cunha. De acordo com as investigações, parte do valor foi usado para pagar despesas do cartão de crédito de Danielle Cunha.

A defesa de Cunha disse que não vai comentar a apresentação da nova denúncia.

Edição: Nádia Franco