Assinada notificação para tombar documentos da Revolta dos Búzios

Publicado em 31/08/2016 - 10:39 Por Sayonara Moreno, da Agência Brasil - Salvador

Integrantres do movimento negro baiano, políticos e representantes de órgãos públicos assinaram, nesta terça-feira (30), em Salvador, a notificação para tombamento dos documentos relacionados à Revolta dos Búzios como Patrimônio Cultural da Bahia.


A Revolta dos Búzios é narrada nos livros de História do Brasil, e também é conhecida por outros termos, como Conjuração Baiana, Inconfidência Baiana ou Revolta dos Alfaiates.

 

O movimento popular defendia o fim da escravidão e a independência. Ocorreu entre 1789 e 1792, período em que pessoas de várias classes sociais foram denunciadas por participarem do movimento.


Mas em 8 de novembro de 1982, quatro pessoas foram condenadas e decapitadas: dois soldados, Lucas Dantas Torres e Luiz Gonzaga das Virgens; o mestre alfaiate, João de Deus Nascimento; e o aprendiz de alfaiate, Manuel Faustino dos Santos Lira. Todos se tornaram mártires na luta pela igualdade, independência e pela abolição da escravidão, na Bahia.


Os documentos relacionados à Revolta dos Búzios existem há 271 anos e, segundo João Carlos de Oliveira, Diretor do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), o tombamento, em nível estadual, pode ocorrer dentro de um ano, mas, com a notificação desta terça-feira, os papéis já passam a ser cuidados de forma mais criteriosa.


O pedido de tombamento dos arquivos foi feito por representantes da sociedade baiana e integrantes de movimentos, como grupo cultural Olodum, Associação Cultural Ilê Ayiê, além das entidades envolvidas, como o Ipac, e deputados estaduais que aprovaram o projeto.

 

Para o diretor-presidente do Olodum, João Jorge, o tombamento é de importância para os movimentos negros.

 

Os documentos, cujo tombamento foi solicitado, estão guardados no Arquivo Público da Bahia, administrado pela Fundação Pedro Calmon, da Secretaria estadual de Cultura.

 

O Diretor Geral da Fundação, Zulu Araújo, destaca a Revolta dos Búzios como “seguramente, um dos eventos sociopolíticos mais importantes do Brasil”.


Segundo o Ipac, a partir do tombamento, o bem cultural passa a ter prioridades nas linhas de financiamento municipais, estadual, federal e até internacionais.

 

Com o recurso, é possível investir na conservação do patrimônio tombado, na difusão do assunto e até no financiamento de mais pesquisas.

 

Além disso, o instituto pretende digitalizar os documentos, até o ano que vem.

Últimas notícias
Geral

Ministério da Justiça determina que Tik Tok remova conteúdo impróprio

O Ministério da Justiça determinou que a plataforma online Tik Tok remova conteúdos impróprios para menores de 18 anos no Brasil. O documento determina que a rede social tem 72 horas para cumprir a ordem.

Baixar arquivo
Justiça

ICMS combustíveis: Gilmar Mendes marca audiência de conciliação

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes marcou a audiência de conciliação para a próxima terça-feira, às 9h, com representantes dos estados e da União para discutir a tributação do ICMS, imposto que incide sobre combustíveis.

Baixar arquivo
Saúde

Vacinação contra a gripe será ampliada em todo país a partir de sábado

Toda a população, com pelo menos seis meses de idade, pode procurar um posto de saúde para receber a vacina contra a gripe.

Baixar arquivo
Esportes

Rádio Nacional transmite dois jogos neste fim de semana

Neste sábado (25), a partir das 19h, o Flamengo encara o América-MG em busca da reabilitação e de ficar mais distante do Z4. Neste domingo (26) é a vez do Clássico Vovô. A partir das 16h tem Botafogo e Fluminense.

Baixar arquivo
Saúde

Rio de Janeiro confirma transmissão local da Varíola dos Macacos

Os pacientes são dois homens que não têm histórico de viagem internacional ou contato com estrangeiros. Eles estão sendo monitorados e encontram-se em isolamento domiciliar.

Baixar arquivo
Educação

Provas da 2ª etapa do Revalida ocorrem neste final de semana

O processo permite que candidatos que se formaram no exterior no curso de medicina validem o diploma no Brasil para poderem exercer a profissão por aqui.

Baixar arquivo