Pão Saora vira patrimônio imaterial e cultural da Paraíba

Publicado em 30/04/2021 - 19:00 Por Lucas Pordeus Leon - Rádio Nacional - Brasília

Uma indústria familiar e artesanal inaugurada há 74 anos no sertão nordestino ganhou o reconhecimento do Estado e virou patrimônio imaterial e cultural da Paraíba. A lei sancionada essa semana coroa o sucesso do pão de Saora (Saóra), um pão francês único produzido no município de Cajazeiras, a cerca de 470 quilômetros da capital João Pessoa.

Conhecido como “Seu Saora”, Severino Cabral, negro, nascido em 1918, começou a trabalhar aos 9 anos de idade em padarias da região. Vinte anos depois montou sua própria padaria dentro de casa e começou a produzir um pão artesanal que conquistou a população local.

Seu Saora morreu em 2004. A neta dele, Jana Samara, que hoje é uma das responsáveis pelo negócio, não revela a receita do pão e comemora o legado deixado pelo avô.A professora Jucileide Lacerda, de 50 anos, come o pão de Saora desde criança e explica porquê o produto é único.

Hoje, a padaria produz cerca de 3 mil pães diários em Cajazeira, uma cidade de pouco mais de 60 mil habitantes. Em dezembro do ano passado, a família inaugurou a primeira padaria fora da cidade natal de seu Saora, passando a vender o produto também nas ruas da capital, João Pessoa. Além do pão francês artesanal, a padaria produz pães doces, com coco e mel.

Edição: Sheily Noleto / L Pedrosa

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Direitos Humanos

Covid: pandemia agrava situação de vulnerabilidade da população LGBTI

A pandemia da covid-19 fez com que a situação de vulnerabilidade social de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis se agravasse. O alerta, feito nesta segunda-feira, Dia Internacional de Luta contra a LGBTfobia, é do coordenador do grupo Arco Íris e diretor da aliança nacional LGBTI, Claudio Nascimento.

Baixar arquivo
Economia

Lei para afastamento de grávidas das funções presenciais gera duvidas

A lei que determina o afastamento de mulheres grávidas de atividades presenciais durante a pandemia tem gerado dúvidas entre as trabalhadoras que exercem funções que não podem ser feitas à distância, como é o caso das empregadas domésticas.

Baixar arquivo
Economia

Monitor do PIB da FGV prevê crescimento de 1,7% no primeiro trimestre

O Monitor do PIB da Fundação Getúlio Vargas prevê crescimento de 1,7% na economia brasileira nesse primeiro trimestre do ano, em comparação ao quarto trimestre de 2020. E o resultado positivo está sendo calculado já considerando a retração de 2,1% em março, com relação a fevereiro.

Baixar arquivo
Geral

Mais de 6,4 milhões de vacinas contra a covid-19 serão distribuídas

As informações foram dadas nesta segunda-feira (17), durante a sessão da Comissão Temporária do Senado sobre Covid-19

Baixar arquivo
Esportes

Fluminense pode ter mudanças para jogo contra Junior Barranquilla

Basta apenas um empate no confronto com o Junior Barranquilla nesta terça-feira (17), no Maracanã, às 21h, para o Fluminense garantir vaga nas oitavas de final da Taça Libertadores da América.

Baixar arquivo
Política

Parecer da reforma administrativa é lido na CCJ da Câmara

Mesmo com a obstrução da oposição, foi lido, nesta segunda-feira (17), o parecer da reforma administrativa na CCJ, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. A retirada do tema da pauta foi rejeitada pela maioria da comissão, com 42 votos contra 20.

Baixar arquivo