Comissão cobra desculpas do Brasil por ter permitido escravidão

Publicado em 02/12/2015 - 22:50 Por Ariane Póvoa - Brasília

A Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra no Brasil da OAB divulgou nessa quarta-feira (2) um relatório parcial sobre o tema e recomenda que o governo brasileiro reconheça e peça desculpas formalmente pelo envolvimento no crime de escravidão que ocorreu no país.

 

Para a comissão, o governo brasileiro teve envolvimento direto com a permissão da escravidão, que causou danos inestimáveis à população negra, entre ele o racismo.

Últimas notícias
Economia

Inflação medida pelo IGP-DI tem ligeira desaceleração, diz FGV

O IGP-DI, Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna, medido pela Fundação Getúlio Vargas, registrou inflação de 0,62% em junho, percentual inferior ao apurado em maio, quando fechou em 0,69%.

Baixar arquivo
Geral

Brasil pode ser reconhecido com produtor mundial de chocolates finos

O Brasil está a caminho de ser reconhecido mundialmente como produtor de chocolate finos. Em 2019, recebeu o selo de país 100% exportador de cacau fino e de aroma da Organização Internacional do Cacau.

Baixar arquivo
Geral

PF investiga suspeitos de crimes e fraudes contra a Previdência Social

Os agentes cumprem nove mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Baixar arquivo
Geral

Brasil produziu 700 mil toneladas de chocolate em 2021

No Dia Mundial do Chocolate (06) é importante dizer que a iguaria não é só muito gostosa. Também oferece benefícios à saúde, se consumido com moderação.

Baixar arquivo
Economia

Pesquisa da CNC aponta que população brasileira está menos endividada

O percentual de endividados registrou, em junho, o segundo recuo seguido após alta recorde da série histórica em abril deste ano.

Baixar arquivo
Justiça

PF realiza três operações contra garimpo ilegal de ouro no Brasil

As investigações da Operação Ganância começaram em fevereiro de 2021 após uma denúncia envolvendo empresas de Porto Velho, capital de Rondônia, do ramo da saúde, com acusações de lavagem de dinheiro e licitações fraudulentas ligadas ao garimpo irregular na região. 

Baixar arquivo