Há um ano, Califórnia criava lei para estudar reparação por escravidão

Publicado em 30/09/2021 - 09:42 Por Rádio Nacional - Brasília

Estudar e fazer recomendações sobre reparações por escravidão; proibir o uso de raça, etnia ou nacionalidade para buscar obter condenações ou impor sentenças e eliminar a discriminação na seleção do júri. Novas leis pioneiras foram estabelecidas no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, em 30 de setembro de 2020, com objetivo de reconhecer erros históricos contra pessoas de cor e povos nativos. 

A mais destacada delas determinou que pesquisadores da Universidade da Califórnia fizessem um estudo sobre as vantagens econômicas obtidas por proprietários, empresas e seguradoras com a escravidão. A partir desse levantamento, uma força-tarefa deve definir a forma de compensação a ser concedida aos afro-americanos descendentes de pessoas escravizadas. 

De acordo com dados disponibilizados no site da Biblioteca do Congresso norte-americano, em 1790 havia cerca de 700 mil pessoas escravizadas no território que deu origem aos Estados Unidos. Quarenta anos depois, em 1830, o número mais que dobrou e chegou a dois milhões. 

Por um longo período, o regime de escravidão teve respaldo legal. A partir de 1861, uma guerra civil tomou conta dos Estados Unidos porque alguns setores da sociedade não aceitavam o fim da exploração de seres humanos. O presidente norte-americano Abraham Lincoln decretou a libertação dos escravos - em meio ao conflito armado - em 1863. Pelo menos 186 mil soldados afro-americanos lutaram com o Exército da União: mais de 38 mil morreram em combate e 21 foram agraciados com a Medalha de Honra do Congresso. 

Até o fim da Guerra Civil, em 1865, mais de quatro milhões de africanos e seus descendentes foram escravizados no território que deu origem aos Estados Unidos. 

História Hoje 
Redação: Beatriz Evaristo 
Sonoplastia: José Maria Pardal 
Apresentação: Dilson Santafé

Edição: Sheily Noleto / Nathália Mendes

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Dia D disponibiliza a crianças e adolescentes 18 tipos de vacinas

A campanha de multivacinação vai até o dia 29 de outubro e visa aumentar a cobertura vacinal no país, que tem caído desde 2015, quadro que se agravou durante a pandemia.

Baixar arquivo
Geral

Governo baiano aumenta gratificação por armas retiradas de circulação

O estado multiplicou por quatro a gratificação dada por cada arma retirada de circulação pelas polícias civil e militar. A medida, segundo o governador Rui Costa, é para valorizar a produtividade policial no enfrentamento à criminalidade.

Baixar arquivo
Saúde

STF restabelece exigência de passaporte da vacina em Macaé, no RJ

A decisão atende a pedido do município. Com isso, volta a valer o decreto que exige a apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19 para o acesso e permanência em estabelecimentos.

Baixar arquivo
Saúde

Rio suspende aplicação de dose de reforço contra covid-19

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a medida foi necessária porque houve mudanças no cronograma de entrega do imunizante da Pfizer. E que a vacinação só será retomada após a entrega de novas remessas.

Baixar arquivo
Saúde

Rio: Maré deve concluir campanha de vacinação em massa contra covid

O mutirão para aplicação da segunda dose teve início na quinta-feira (14) e está sendo realizado em clínicas da família e associações de moradores. A mutirão começou às 8h e segue até 17h. 

Baixar arquivo
Geral

INSS publica novo calendário para prova de vida

A obrigatoriedade da prova de vida está suspensa até o final deste ano. Os aposentados e pensionistas que não realizaram o procedimento continuam recebendo o benefício.

Baixar arquivo